De virada, a vitória significa para o Salgueiro uma maior distância da zona de rebaixamento

O Salgueiro , que não vencia há quatro partidas (três derrotas e um empate), quebrou a série invicta do Criciúma , que não sabia o que era perder na Série B há seis jogos (três vitórias e três igualdades). De virada, o time pernambucano bateu o Criciúma por 2 a 1 na tarde deste sábado, no Lacerdão, em Caruaru. A partida valeu pela 11ª rodada.

Esta foi a primeira derrota do técnico Guto Ferreira à frente do clube catarinense. Sua chegada coincidiu com o início da boa sequência do Criciúma nas seis rodadas anteriores. O comandante foi um dos principais responsáveis pelo bom aproveitamento recente da equipe, que poderia ter encostado no G-4, mas segue em 9º lugar, com 17 pontos.

Já o Salgueiro briga contra os últimos lugares. Com os três pontos que conquistou, o time chegou aos 12 pontos e está em 15º lugar. Na próxima rodada, o adversário será o Sport, sexta-feira, na Ilha do Retiro. O Criciúma, por sua vez, recebe o Paraná, no sábado.

O jogo - Embalado pelos bons resultados nas últimas rodadas, o Criciúma começou melhor e abriu o placar logos aos três minutos do primeiro tempo, na base da bola parada: após cobrança de escanteio, o zagueiro Rogélio completou para as redes.

Empurrado pela torcida, o Salgueiro reagiu rápido. Aos 11 minutos, Élvis cobrou falta da direita e Alemão apareceu sozinho para cabecear e empatar. Onze minutos mais tarde, veio a virada. Clébson bateu na entrada da área e o goleiro Andrey aceitou.

O vacilo do arqueiro do Tigre foi um dos reflexos do temporal que atingiu o estádio. A cada minuto, o estado do gramado ficava pior. Trocar passes virou missão quase impossível.

Pior para o Criciúma, que precisava pressionar em busca do empate. Guto Ferreira apostou no talismã Zé Carlos, herói da vitória sobre o Goiás na rodada anterior. Ele entrou no lugar de Mateus ainda no intervalo. Pedro Carmona também foi a campo, na vaga de Aloisio, e Breitner, ex-Santos, substituiu Diogo Oliveira. Em vão.

Faltou inspiração ao Criciúma e sobrou malandragem ao Salgueiro. Enquanto os gandulas se esforçavam para retardar a reposição de bola, os jogadores se revezavam para pedirem atendimento médico. Além da cera, a retranca também deu resultado. Ainda houve tempo para Fabrício Ceará acertar o travessão em tentativa de letra, perdendo boa chance de ampliar.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.