Time pernambucano fez um gol no fim do jogo e conquistou o segundo resultado positivo seguido

O Salgueiro conseguiu um grande resultado em casa ao bater o Paraná Clube por 2 a 1, no Estádio Ademir Cunha, em Paulista, respirando na Série B do Campeonato Brasileiro 2011. O time pernambucano segue na penúltima colocação, com 22 pontos, mas conquistou o segundo resultado positivo seguido. Já o Paraná, com 31 pontos, vê o G4 se afastar cada vez mais.

A equipe paranista abriu o placar aos 17 minutos da primeira etapa, com Hernane, que aproveitou cruzamento para desviar para o gol. Apenas dois minutos depois veio o empate, com Ricardinho, pegando rebote da defesa antes de estufar as redes. Depois do intervalo, as equipes alternaram o domínio das ações, mas quem marcou para dar números finas ao marcador foi Edimar, aos 42 minutos.

Na próxima rodada, o Salgueiro volta a campo no sábado, quando vai ao Recife encarar o Náutico, no Estádio dos Aflitos. Já o Paraná Clube terá pela frente o Goiás, no mesmo dia, em partida marcada para a Vila Capanema, em Curitiba.

O jogo
A primeira boa jogada de ataque foi criada pelo Paraná, logo no primeiro minuto. Marquinho fez o cruzamento de Dinélson desviou de cabeça pela linha de fundo. Apesar das condições lamentáveis do gramado, os times mostravam disposição. A resposta veio aos seis minutos. Primeiro com Marabá, que carimbou a trave. Na sequência Juninho desperdiçou o rebote, mandando pela linha de fundo. Aos oito minutos Luis Carlos deixou a meta para interceptar cruzamento fechado.

O time da casa tentava iniciar uma pressão, buscando a segunda vitória consecutiva pela primeira vez na competição. Em cobrança de falta, aos 13 minutos, Piauí arremata e isola a bola. Porém, quem abriu o placar foi o Paraná. Aos 17 minutos, Marquinhos fez o cruzamento, a bola desviou em uma imperfeição do gramado e sobrou para Hernane, que empurrou para as redes.

Mal deu tempo para comemorar. Aos 19 minutos, Ricardinho aproveitou cochilo da defesa, pegou rebote e tocou para o gol. O Tricolor cresceu no jogo. Aos 25 minutos, Marquinho tirou a defesa e mandou a bomba para fora, com perigo. O lateral fazia boa partida, sendo a principal opção para criação das jogadas de ataque. Aos 34 minutos, Jefferson Maranhão, sozinho, conseguiu testar para fora.

Na segunda etapa, com 15 segundos de bola rolando, Dinélson apareceu no ataque, arrematou e Luciano fez grande defesa. Aos três minutos, Amarildo fez o levantamento, mas Dinélson não conseguiu completar o lance. Aos seis minutos, Brinner subiu mais do que todo mundo no meio da área e cabeceou firme para defesa de Luciano.

O Salgueiro acordou e chegou com muito perigo nas proximidades do gol paranista. Aos oito minutos, Luís Carlos deu rebote dentro da área, Juninho chutou em cima da defesa e Alexandre, no meio da confusão, completou pela linha de fundo. Depois da correria, o Paraná acalmou um pouco, sem conseguir agredir. A posse de bola ficava com os pernambucanos. Aos 20 minutos, Edimar recebeu com liberdade, mas permitiu a recuperação de Amarildo, que ficou com a bola.

Sem conseguir criar, o Paraná dependia de lampejos de alguns atletas. Aos 26 minutos, Douglas Packer tocou de letra para Hernane, que estava impedido. Aos 31 minutos, Paulo Santos cobrou falta e carimbou a barreira. Gleidson e Jefferson Maranhão partiram para a mesma bola, aos 38 minutos, e perderam boa chance. A virada veio aos 42 minutos, com Edimar, que subiu na área e testou para o fundo das redes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.