Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Salários atrasados fazem Bernardo acionar o Vasco na Justiça

Meia pediu a rescisão contratual e foi muito vaiado pela torcida durante a vitória sobre o Volta Redonda

Gazeta |

AE
Bernardo gesticula para a torcida que o vaiava em São Januário
O meia Bernardo foi escalado como titular pelo técnico Cristóvão Borges nesta quarta-feira, na vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda, mas a sua passagem pelo Vasco pode estar com os dias contados. O jogador entrou com uma ação na Justiça pedindo a rescisão de seu contrato devido ao atraso no pagamento de seus salários e no depósito do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Além da surpresa provocada no elenco vascaíno, a atitude de Bernardo provocou a ira da torcida vascaína que compareceu a São Januário para assistir ao duelo diante do Volta Redonda. Ao ser substituído, o meia acabou sendo duramente vaiado pelos torcedores e ouviu gritos de 'mercenário' serem entoados nas arquibancadas. 

O experiente Juninho Pernambucano foi comedido com as palavras e procurou esperar pela confirmação da ação judicial para se pronunciar oficialmente sobre o caso. No entanto, o atleta reiterou que um processo aberto contra o time neste momento poderia ser uma medida precipitada do jogador.

"A gente não tem certeza se é verdade. Eu passei por uma situação parecida, joguei cinco anos e meio aqui e achei que aquele era o final do meu ciclo. Eu respeito a vida de cada um. Cada um tem o direito de fazer o que acha que é certo, mas eu acho que ele tinha uma história muito bonita para escrever pelo Vasco. Eu prefiro ainda não falar sobre isso, porque é muito difícil e delicado. Eu não tinha mais contrato quando fiz isso e ele tem alguns anos ainda. Mas todo mundo tem família e obrigações e o time atravessa mesmo um momento complicado", afirmou Juninho Pernambucano na saída do gramado.

Contratado pelo Vasco após jogar a temporada passada por empréstimo, Bernardo custou R$ 3,5 milhões aos cofres do clube carioca e seu vínculo atual prevê sua permanência por mais quatro anos na equipe. O atleta é considerado umas das principais peças no elenco e sua transferência foi um pedido do técnico Cristóvão Borges aos dirigentes.

Até o momento, o clube carioca ainda não foi notificado pela Justiça e só irá se pronunciar após a ação ser confirmada pelos promotores. Enquanto isso, a diretoria viabilizará o pagamento dos vencimentos de dezembro e janeiro nesta quinta-feira, já que o dinheiro proveniente de seu patrocinador foi liberado pelo Tribunal nesta semana.

Leia tudo sobre: Campeonato Carioca 2012VascoBernardo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG