Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Salário de Beckham escandaliza a França

Sob grave crise econômica, políticos franceses criticam o valor de R$ 1,9 milhão mensal que o meia deve receber

EFE |

O futebol francês não está acostumado a receber estrelas mundiais, e o rumor sobre a possível chegada ao Paris Saint-Germain do astro David Beckham, de 36 anos e com um salário de 800 mil euro mensais (cerca de R$ 1,94 milhão), provocou um escândalo no país.

Veja também: Beckham chega ao PSG em janeiro, diz imprensa francesa

Getty Images
Beckham contra o Salt Lake, pela Liga Americana
O salário, apoiado nos petrodólares dos proprietários do clube, investidores do Catar, provocou reações parecidas com as tidas por muitas pessoas após a contratação do argentino Javier Pastore, também pelo PSG, no meio do ano. "Me surpreende que alguém possa ganhar tanto dinheiro", disse nesta quarta o ministro de Relações com o Parlamento, Patrick Ollier, que abriu uma rodada de reações no mundo da política. "Em um período de crise, os franceses não vão a entender esse salário", declarou o deputado Bruno Le Roux, porta-voz do candidato socialista à presidência do país, François Hollande.

A confirmação da chegada do inglês ao Paris Saint-Germain no começo de 2012 reabriram o debate sobre a obrigatoriedade de limitar os salários dos jogadores, uma polêmica que coloca de um lado os políticos de esquerda e de outro os dirigentes esportivos, que consideram que as leis não devem limitar a capacidade dos clubes do país de competirem no mercado europeu.

Caso seja confirmada a informação, o salário de Beckham será o mais alto do futebol francês, superando os 500 mil euros recebidos pelo meia Yoann Gourcuff, do Lyon. E aos 800 mil mensais será somada parte dos direito de imagem e de venda de materiais, o que pode elevar a receita do inglês a 17 milhões de euros nos 18 meses de contrato com o Paris Saint-Germain.

Leia ainda: Beckham brilha em seu possível último jogo pelo LA Galaxy

Os políticos também colocaram em dúvida a pertinência esportiva da chegada do ex-jogador de Manchester United, Real Madrid e Los Angeles Galaxy. "Eu gosto dos jogadores que jogam e que têm talento. Os que já não jogam e que não conservam talento são apenas marcas. Isso me parece um escândalo", afirmou o parlamentar Manuel Valls, outro dos porta-vozes de Hollande. O deputado fez referência também a outro aspecto polêmico que acompanha a chegada de Beckham, o lado pop star do atleta fora dos gramados.

Contudo, todos esses aspectos, que provocaram reclamações entre parte da classe política, são secundários para o mundo do futebol. O treinador do Olympique de Marselha, Didier Deschamps, considerou que o rendimento está de acordo com a atualidade e defendeu o talento de Beckham, apesar da idade avançada. Por sua vez, o também técnico Luis Fernandez, que já comandou o PSG e recentemente estava à frente da seleção de Israel, destacou a qualidade do astro inglês: "Com o nível que tem a Campeonato Francês, até jogando com uma perna ele mostrará sua qualidade."

Getty Images
Beckham disputa bola com o francês Thiery Henry em jogo nos EUA

Leia tudo sobre: David BeckhamFrançaEstados UnidosInglaterrafutebol mundialPSG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG