Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Saída de Jóbson pegou Atlético-MG de surpresa, diz Dorival Júnior

Treinador não esperava por pedido feito por atacante, que era titular e teria uma sequência de jogos

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

O Atlético-MG anunciou a saída do atacante Jóbson, nessa terça-feira, mas somente um dia depois que o técnico Dorival Júnior falou sobre o assunto. O treinador atleticano revelou que ficou surpreso com a decisão do jogador, que tinha sido titular nas duas últimas partidas do Atlético-MG e assim seria nos próximos confrontos.

Para Dorival Júnior, Jóbson devia estar descontente com algo fora do campo, já que era titular do Atlético-MG. Dorival Júnior diz que a partir de agora é torcer para que o jogador tenha sucesso em outro clube.

“É uma situação interessante, pois ele era titular do Atlético e começava a ter sequência. Nós acreditávamos muito no Jóbson, como continuamos acreditando. Teve alguma situação que talvez não tenha sido confortável e ele decidiu por isso (pedir para sair), nos pegou totalmente de surpresa. Agora temos de respeitar o que ele definiu, ficar na torcida que ele seja feliz na sua carreira e o Atlético segue a sua vida”.

Perguntado se o problema de Jóbson pode ser um novo envolvimento com drogas, o treinador atleticano diz não acreditar. Segundo Dorival Júnior, o momento é torcer para que Jóbson tenha sequência na carreira de jogador e não se perca com decisões erradas.

“Não acredito. O Jóbson vinha treinando muito forte, buscando uma recuperação, vinha começando a ter uma sequência e sendo importante para nós. Tomou uma decisão em cima da realidade que ele deve viver, que para ele, talvez, seja importante nesse momento. Não posso mensurar o que foi, torço apenas para ele se recupere totalmente e, principalmente, que ele volte produzir o que sabe. Ele é um grande jogador, um garoto que tem muitas qualidades e que não podemos perdê-lo de forma nenhuma como profissional”.

Em 2009, pelo Botafogo, Jóbson caiu duas vezes no exame antidoping, em jogos pelo Brasileirão. O jogador revelou depois que tinha usado craque. Após seis meses suspenso, ele voltou ao Botafogo, mas teve problemas com o técnico Joel Santana, muito por conta de atrasos.

No Atlético-MG, ele passou por situação parecia, quando chegou atrasado em um treino, no começo de janeiro. Por conta da punição interna ele pagou multa, já a punição de Dorival Júnior foi mais pesada, deixando Jóbson um mês sem atuar. No total, ele disputou seis partidas pelo Atlético-MG e marcou dois gols.

Leia tudo sobre: Atlético-MGJóbson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG