Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rússia divulga logo provisório da Copa do Mundo de 2018

Assim como a imagem que será usada pelo Brasil, desenho é baseado na taça do Mundial

iG São Paulo |

O Comitê Organizador Russo para a Copa do Mundo de 2018 se reuniu nesta terça-feira na capital Moscou e apresentou uma versão preliminar do logotipo que será usado pelo país no Mundial. Participaram do encontro o presidente do Comitê, Aleksey Sorokin (esq), o Ministro do Esporte Vitaly Mutko (centro) e Weil Thierry, diretor de marketing da Fifa.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

AP
Comitê Organizador da Rússia se reuniu nesta terça-feira e mostrou um logo provisório para o Mundial de 2018

No evento, a Fifa também criticou os atrasos e problemas nos preparativos para o Mundial de 2014 . Thierry Weil elogiou a criatividade e o compromisso da Rússia para organizar a Copa de 2018 e desta forma evitar os atrasos que, segundo ele, acontecem no Brasil: "A Rússia está fazendo com seis anos de antecedência o que o Brasil, a três anos da Copa, não está realizando. A Rússia está levando a competição a sério e quer aproveitar esse tempo para se preparar melhor para o evento", disse Weil.

VEJA TAMBÉM: Na Rússia, Fifa elogia Copa do Mundo de 2018 e critica Brasil

Além disso, o país prometeu trabalhar duro para reduzir os casos de racismo entre os torcedores de futebol . Os comentários foram feitos dois dias depois de uma banana ser jogada no zagueiro congolês Chris Samba , do Anzhi Makhachkala, por torcedores do Lokomotiv Moscou.

MAIS: Rússia promete combater racismo para Copa de 2018

O incidente foi o 3º do tipo envolvendo jogadores do Anzhi desde o ano passado, levando preocupações sobre o racismo entre torcedores russos, o que poderia atingir a Copa. "É claro que é ruim e a Rússia vai lutar contra essas manifestações de racismo", disse o Ministro do Esporte. Alexei Sorkin, presidente do Comitê Organizador, disse acreditar que o orgulho de sediar o Mundial vai impedir qualquer incidente negativo. "Estou certo de que, na preparação para um evento como a Copa, a sociedade vai erradicar tais fenômenos", disse.

E AINDA: Mesmo após “chute no traseiro”, Valcke segue na organização da Copa 2014

Por fim, Vitaly Mutko explicou que as cidades-sede e estádios russos serão anunciados em setembro, após visitas de inspeção da Fifa, que vão começar no próximo mês. Atualmente, existem 13 cidades candidatas e 15 estádios, o que será reduzido para 11 cidades e 12 estádios.

AP
Vitaly Mutko, Ministro do Esporte da Rússia, prometeu lutar para acabar com o racismo nos campos do país

Leia tudo sobre: Futebol MundialRússiaCopa 2018Logo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG