Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rússia comemora e vê escolha como prova de confiança

Torcedores agitaram bandeiras e gritaram o nome do país em bares e até o presidente Dmitriy Medvedev mostrou euforia com a vitória

Agência Estado |

A Rússia comemorou nesta quinta-feira a escolha como país-sede da Copa do Mundo de 2018 e espera aproveitar a competição para melhorar a sua infraestrutura e mudar a sua imagem no cenário internacional. Orgulhoso com a decisão do Comitê Executivo da Fifa, o primeiro-ministro Vladimir Putin destacou que a Rússia merecia ser o primeiro país do Leste Europeu a sediar o Mundial. "A decisão da Fifa significa que confiam em nós", declarou Putin.

Reunidos em bares, os russos agitaram bandeiras e gritaram o nome do país na comemoração. E até o presidente Dmitriy Medvedev foi contagiado pelo clima de euforia pela vitória em eleição em que a Rússia superou Inglaterra e as candidaturas conjuntas de Espanha/Portugal e Bélgica/Holanda. "Hurra! Vitória!", publicou no Twitter - rede de microblogs na internet. "Eu prometo que vocês nunca vão se arrepender, vamos fazer história juntos", disse Igor Shuvalov, vice-primeiro-ministro russo, que liderou a delegação do país na Suíça.

A Copa do Mundo de 2018 será o segundo evento esportivo de magnitude que a Rússia irá organizar em pouco tempo. Em 2014, a cidade de Socchi vai receber os Jogos Olímpicos de Inverno. "A Rússia vive pelo futebol, a Rússia conhece o futebol e o nosso país tem os recursos para fazer uma grande Copa do Mundo de 2018", disse Putin. "A decisão está em consonância com a filosofia da Fifa de promover o desenvolvimento do futebol, especialmente em regiões onde é mais necessário", completou.

Depois de conhecer o resultado, Putin viajou imediatamente à Suíça para agradecer aos membros do Comitê Executivo da Fifa. Um dia antes, porém, ele criticou o processo eleitoral e decidiu não viajar para Zurique. Sua desistência foi entendida como uma indicação de que não pretendia ser associado a um possível fracasso, que não ocorreu. Assim, a Rússia comemora a escolha para sediar a sua primeira Copa do Mundo.

Leia tudo sobre: copa do mundofutebol internacionalrússia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG