Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rooney decide, e Manchester United bate o Chelsea em Londres

Atacante marcou, no primeiro tempo, o único gol do duelo inglês no jogo de ida das quartas de final da Liga

Gazeta |

O Manchester United voltou a contar com uma dupla conhecida para vencer o Chelsea. Com um gol de Wayne Rooney depois de grande jogada de Ryan Giggs, o United bateu os rivais no Stamford Bridge por 1 a 0 e deu grande passo para sua classificação às semifinais da Liga dos Campeões da Europa.

O time não vencia na casa do Chelsea desde 2002, em tabu que durou dez jogos. Entretanto, conseguiu a vitória no mais importante dos jogos, que pode definir a passagem do time na principal competição interclubes do continente, já que o gol marcado fora de casa é critério de desempate.

Este foi somente o segundo duelo entre os dois times na história da principal competição européia. A primeira delas foi na final de 2008, quando o time de Manchester também levou a melhor.

Os donos da casa chegaram com mais frequência ao ataque, mas não tiveram tanta competência na finalização. Didier Drogba fez grande jogo, mas não contou com a ajuda esperada de Frank Lampard e Fernando Torres, que não foram bem.

AFP
Rooney comemora seu gol, o único do jogo
O jogo
Jogando em casa, o Chelsea começou a partida indo para cima. Chegando bem melhor ao ataque, o time levava mais perigo que os rivais, que apostavam no contragolpe com Chicharito Hernández e Rooney.

A primeira grande defesa do jogo foi de Van der Sar. O arqueiro do United salvou seu time aos 19 minutos, depois de uma bela jogada dos Blues. Drogba recebeu de Ramires e bateu com muita força, mas o goleiro conseguiu afastar.

Na primeira boa chegada do United, saiu o gol. Carrick acertou um laçamento lindíssimo para Giggs, que dominou com ainda mais classe. O veterano chegou à linha de fundo e tocou para trás, de onde vinha Rooney, que só teve o trabalho de tocar para as redes. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

Ainda antes do fim do primeiro tempo, o Chelsea perdeu gol inacreditável. Depois de cruzamento de Drogba, a bola passou por Fernando Torres e tocou na trave, antes de sobrar para Lampard, que bateu de dentro da pequena área, mas viu Evra cortar e salvar seu time.

Em todo o segundo tempo, o Chelsea ficou em cima do Manchester, mas Drogba não tinha ajuda dos demais companheiros. Por isso, o Manchester levava mais perigo, mesmo nas esporádicas chegadas em contragolpes.

Depois de substituições, o Chelsea começou a criar ainda mais e teve chances de marcar. Em uma destas chances, Van der Sar teve de pular com muito estilo para salvar uma bonita cabeçada de Fernando Torres.

A partir daí, coube ao Manchester cuidar bastante da posse de bola e não deixar com que os rivais atacassem. Por outro lado, o Chelsea apertou a marcação, mas não conseguiu vencer Van der Sar, que se destacou e foi o grande nome do Manchester no segundo tempo.

Getty Images
Ramires pouco apareceu na partida em que o Chelsea perdeu em casa para o Manchester United

FICHA TÉCNICA
CHELSEA 0 x 1 MANCHESTER UNITED

Local: Estádio Stamford Bridge, em Londres (ING)
Data: 06 de abril de 2011
Árbitro: Alberto Undiano Mallenco (ESP)
Assistentes: Fermin Martinez Ibanez e Juan Carlos Yuste Jiménes (ESP)
Assistentes adicionais: Fernando Teixeira Vitienes e Carlos Clos Gomes (ESP)
Cartões amarelos: Essien, Ramires, Fernando Torres e Zhirkov (CHE); Van der Sar e Vidic (MAN)

GOL:
MANCHESTER UNITED: Rooney, aos 24' do 1º tempo.

CHELSEA: Cech; Bosingwa (Mikel), Terry, Ivanovic e Ashley Cole; Lampard, Ramires, Essien e Zhirkov (Malouda); Fernando Torres e Drogba (Anelka). Técnico: Carlo Ancelotti

MANCHESTER UNITED: Van der Sar; Rafael (Nani), Ferdinand, Vidic e Evra; Carrick, Park Ji-Sung (Smalling), Valencia e Giggs; Chicharito Hernandez (Berbatov) e Rooney. Técnico: Alex Ferguson

Veja as imagens desta quarta-feira pela Champions :

Leia tudo sobre: ChelseaManchester UnitedInglaterraFutebol Mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG