Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ronaldo pede e vai jogar um pouquinho mais na despedida da seleção

Ex-atacante atuaria por cinco minutos, mas agora vai ficar em campo por 15 contra a Romênia e nem deve treinar

Marcel Rizzo e Paulo Passos, enviados iG a Goiânia |

Reprodução
Ronaldo faz exercícios na academia do CT corintiano em preparação para despedida
Ronaldo pediu e vai jogar um pouquinho mais em sua despedida da seleção brasileira. A princípio, o ex-atacante entraria em campo nos cinco minutos finais do primeiro tempo no amistoso contra a Romênia, terça-feira (21h50), no Pacaembu, em São Paulo. Agora ele jogará pouco mais de 15 minutos: entra aos 30 e, no intervalo, será homenageado.

“Ele vai fazer a finalização do primeiro tempo, um terço do período, um pouquinho mais até do que pensávamos. Temos que entender que não joga faz um tempo, mas vai ser uma festa bonita por esses minutos”, disse Mano. Ronaldo encerrou a carreira em fevereiro e, desde então, trabalha em sua empresa de marketing esportivo, a 9ine. O jogador voltou a treinar no CT do Corinthians , clube com qual ainda mantém contrato comercial, há duas semanas apenas, menos tempo do que tinha prometido.

Em acordo com a Romênia, a substituição de Ronaldo no intervalo não contará como uma das seis que poderão ser feitas no amistoso. “Mas o jogador que sair não poderá voltar, porque senão estaríamos mudando as regras do futebol”, brincou Mano Menezes.

Ronaldo deve participar apenas de um treinamento, na segunda-feira, que será realizado no Pacaembu. Mas nem nesse trabalho ele está confirmado porque na hora do treino Ronaldo tem um evento de um patrocinador, no Museu do Futebol, anexo ao estádio. Antes, 13h, receberá presentes do presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, em um hotel na cidade de Guarulhos.

Sua participação junto com os jogadores foi diminuída porque Mano Menezes queria misturar o menos possível a despedida da preparação para a Copa América da Argentina, que será em julho . A princípio Ronaldo queria até treinar em Goiânia, mas não foi permitido e ele nem viajou para ver a partida.

O time
O treinador não definiu se manterá a base que empatou com a Holanda, 0 a 0 neste sábado , em Goiânia. Quatro jogadores foram liberados para descansar, já visando a Copa América: o goleiro Júlio César, o zagueiro Thiago Silva, o lateral Daniel Alves e o volante Ramires. Mano deve testar jogadores que não entraram contra a Holanda, como Thiago Neves e Henrique.

“O jogo é festa em parte, mas tem a parte séria. A Romênia não é essa baba toda, venceu seu último jogo por 3 a 0 e virá com bons jogadores”, disse Mano. A vitória foi sobre a Bósnia, sexta-feira, pelas eliminatórias para a Euro 2012, mas mesmo assim o treinador Razvan Lucescu pediu demissão - viaja ao Brasil para comandar a seleção o treinador do sub-21, Emil Sandoi.

Leia tudo sobre: seleção brasileiraronaldomano menezes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG