Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ronaldo classifica atitude de médico como oportunista

Maior artilheiro da história das Copas também disse que despreza as pessoas que levaram a polêmica a tona novamente

iG São Paulo |

O ex-jogador da seleção brasileira Ronaldo, lamentou nesta sexta-feira, a afirmação feita pelo médico italiano Bruno Caru, de que o atacante correu risco de morrer após a convulsão sofrida antes da final da Copa de 1998, na França. O ídolo do futebol brasileiro acredita que Caru foi oportunista.

Leia mais: Na Itália, médico diz que Ronaldo correu risco de morte em 98
null"Lamento muito ver, 14 anos depois, oportunistas ainda tentarem ganhar espaço na mídia internacional com polêmicas sobre a Copa de 98!!!!", postou Ronaldo em sua conta no Twitter.

Deixe o seu comentário e comente esta notícia com outros torcedores

O maior artilheiro da história das Copas ainda declarou desprezo total a quem trouxe o caso novamente à tona. "Tenho certeza de q o assunto foi exaustivamente apurado, e já está mais do q superado. Portanto, meu total desprezo a esse tipo de gente!", concluiu o ex-atacante no microblog.

Confira ainda: Ronaldo diz que COL vai ter novo membro e decisões serão no voto

Caru, cardiologista da Inter de Milão, fez a afirmação a respeito do risco de morte do ex-jogador ao programa "La Tribù del Calcio", da rede de televisão Mediaset.

No fatídico episódio que marcou a Copa de 1998, Ronaldo foi levado a uma clínica parisiense para realizar exames, pois havia sofrido uma convulsão na concentração para a grande final do mundial. Na ocasião, o atacante foi escalado e viu o Brasil ser derrotado por 3 a 0 para os anfitriões.




 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG