Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ronaldinho volta a sorrir com o Flamengo na altitude de Sucre

Craque é motivo de euforia na cidade e recebeu homenagem do governo local, vestindo um traje típico no estádio onde o time treinou

Vicente Seda, enviado iG a Sucre |

Vicente Seda
Após o imbróglio com o Flamengo, Ronaldinho Gaúcho volta a sorrir
Na altitude de Sucre, onde se esperava sofrimento, cara feia e falta de ar, Ronaldinho Gaúcho voltou a sorrir. Muito assediado, seja no desembarque, na saída do hotel ou na entrada no Estádio Pátria, onde ocorreu o primeiro treinamento na cidade boliviana a mais de três mil metros acima do mar, o camisa 10 é motivo de euforia entre bolivianos, imigrantes brasileiros ou turistas que visitam as belezas da região. O assédio a Ronaldinho não parte somente de anônimos.

Leia mais: Flamengo é recepcionado por dezenas de bolivianos uniformizados

O governo de Sucre fez uma homenagem ao jogador, oferecendo um traje típico boliviano. Ronaldinho vestiu e agradeceu, seguindo para cumprimentar os torcedores.

Veja ainda:
Ronaldinho Gaúcho chega sorridente ao embarque para a Bolívia

O primeiro trabalho na altitude foi uma espécie de treino físico com bola. Os jogadores deram voltas no gramado e depois fizeram trabalhos de um toque e as famosas “rodas de bobo”, tendo como principal objetivo não interromper a movimentação.

Ronaldinho, que deverá ter sua situação em relação ao atraso de cinco meses no pagamento dos direitos de imagem (R$ 750 mil mensais) por conta de um impasse entre o clube e a Traffic resolvida nesta quarta-feira, voltou a mostrar alegria no treinamento, o que se tornou raro na última semana na pré-temporada em Londrina. A mudança de postura do jogador chegou a incomodar o grupo mas, ao que parece, os dias de cara amarrada ficaram para trás.

Leia tudo sobre: flamengoronaldinho gaúchosucre

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG