Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ronaldinho sai do banco e marca na vitória do classificado Milan

Ibrahimovic abriu o placar contra o Auxerre na França e o brasileiro complementou a vitória pela Liga dos Campeões

Gazeta Esportiva |

O atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho estava no banco até os 40 minutos do segundo tempo, mas quando entrou, brilhou. O camisa 80 marcou nesta terça-feira o segundo gol da vitória do Milan por 2 a 0 (Ibrahimovic abrira o placar) sobre o Auxerre e sacramentou a classificação dos Rossonero no Grupo G da Liga dos Campeões da Uefa.

Os milaneses tiveram mais posse de bola durante todo o jogo, mas não conseguiram transformar isto em muitas chances de gol. Com isto, após um período de marasmo, Ibrahimovic aproveitou-se de uma falha do lateral esquerdo polonês Dariusz Dudka e chutou com muita força da entrada da área, sem defesa para o goleiro Olivier Sorin.

No segundo tempo, Ibrahimovic saiu para a entrada de Ronaldinho Gaúcho, que tocou duas vezes na bola. Na primeira, fintou um marcador e sofreu falta no meio. Na segunda, recebeu de Robinho na entrada da área, ajeitou para a perna esquerda e tocou com categoria no canto direito do arqueiro adversário.

Com os resultados desta terça-feira, o Real está garantido na liderança do grupo com 13 pontos. Na sequência, os italianos vêm com oito pontos, quatro a mais que seu próximo adversário, o Ajax. Na lanterna está o Auxerre, que venceu uma partida e perdeu as outras quatro.

O jogo
No logo no começo da partida, o Auxerre teve mais oportunidades de gol. Quase sempre pelo lado esquerdo do campo, com as boas investidas de Birsa, Sammaritano e Contout. Enquanto isto, o Milan se defendia bem, graças a ótima atuação dos zagueiros Nesta e Thiago Silva. Porém, os Rossonero tinham dificuldades para armar jogadas.

Assim, aos 12 minutos, o lateral esquerdo Dariusz Dudka cobrou falta com violência. A bola esbarrou em Gattuso e obrigou o goleiro Christian Abbiati a executar uma boa defesa. Acuado, os milaneses abusavam das jogadas violentas para parar o ataque adversário e contavam com a condescendência do árbitro para criar certa pancadaria.

O primeiro lance de perigo do Milan ocorreu aos 17 minutos, quando Ibrahimovic pressionou a saída e roubou a bola perto da grande área. O camisa 11 cruzou para a chegada do meia Seedorf, que demorou e possibilitou a defesa de Sorin.

Atuando como um pivô, o centroavante sueco passou a ser a principal referência ofensiva dos italianos, que mantinham muito mais a posse de bola, mas com pouca objetividade. E as oportunidades de gol passaram a rarear.

Até que aos 33 minutos, Birsa arrancou pela esquerda e cruzou despretensiosamente. A bola fez curva e quase entrou no ângulo de Abbiati. Aos 38, o zagueiro Coulibaly errou feio na saída para o ataque e tocou para o adversário Gattuso, que chutou de primeira, para fora.

No segundo tempo, a tônica da partida se manteve, com o Milan tocando a bola para o lado sem nenhuma objetividade. Enquanto isto, o Auxerre tentava ser mais objetivo em suas jogadas, mas não tinha qualidade suficiente para furar a defesa italiana.

E quando o marasmo tomava conta do jogo, brilhou mais uma vez Zlatan Ibrahimovic. Com um passe de calcanhar, o sueco iniciou a jogada que passou por Robinho até chegar em Seedorf, que tentou um cruzamento. Dudka tentou cortar de carrinho e acabou ajeitando para o camisa 11 milanês, que chutou com violência da entrada da área, sem defesa para Sorin: 1 a 0, aos 19 minutos.

O meia-atacante Ronaldinho Gaúcho só entrou em campo aos 40 minutos do primeiro tempo, no lugar de Ibrahimovic. E aos 44 minutos do primeiro tempo, o camisa 80 recebeu um ótimo passe de Robinho dentro da área, ajeitou para a perna esquerda com tranquilidade e colocou com extrema categoria no canto do arqueiro adversário, para sacramentar o placar.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG