Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ronaldinho não treina com o grupo, mas está garantido no Fla-Flu

Vanderlei Luxemburgo afirma que problema no joelho não foi mais grave por causa de sua estrutura física

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

Ronaldinho Gaúcho não participou do treinamento do Flamengo com o restante nesta sexta-feira, no Ninho do Urubu. O jogador ainda sente dores no joelho esquerdo, por causa de uma queda no empate em 1 a 1 com o Horizonte-CE, quarta-feira, e trabalhou na academia, além de fazer fisioterapia. Mesmo assim, não é problema para o clássico com o Fluminense, que vale uma vaga na final da Taça Rio, segundo o médico José Luiz Runco e o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Siga o iG Flamengo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Acho que é a primeira vez que o Ronaldinho Gaúcho fica fora de um treinamento, sem contar aquela da bolha. O problema no joelho só não foi mais grave por causa da sua estrutura física e do quadro muscular dele, que é muito bom”, explicou Luxemburgo.

O treinador fez questão de dizer que não colocou Ronaldinho contra a parede ao dizer que ele seria vaiado como qualquer outro jogador. Luxemburgo defendeu o craque, que, pela primeira vez, ouviu algumas vaias dos torcedores no jogo de quarta-feira.

“Quando o Paulo César Caju passou pelo Flamengo sacudiram o carro dele com ele dentro. Perguntaram e eu respondi. Ele vai ser vaiado mesmo, mas isso pode acontecer com qualquer jogador”, explicou Luxemburgo. “Agora, disseram que ele estava na noite e ficou acordado até seis da manhã. Quando estava ganhando, fazia a mesma coisa e ninguém falava”.

Na quinta-feira, a comissão técnica decidiu mudar a programação do dia seguinte, antecipando o treinamento das 16h para as 10h, para permitir aos jogadores que almoçassem com suas famílias antes de concentrar às 20h. Luxemburgo garantiu que a medida não foi para minimizar efeitos de uma nova noitada.

“Entrar em jogos decisivos exige um descanso maior, uma alimentação melhor. Já fiz isso outras vezes. A programação é flexível”, afirmou o treinador, invicto há 23 jogos no comando do time, sendo 22 nesta temporada.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG