Tamanho do texto

Vitória de 4 a 1 no Engenhão faz torcida aplaudir time em noite de golaço de Ronaldinho Gaúcho

null

Depois de quatro empates seguidos, o Flamengo finalmente fez as pazes com a vitória. Na noite deste sábado, no Engenhão, o time rubro-negro derrotou o Atlético-MG por 4 a 1, de virada, gols de Ronaldinho Gaúcho , Thiago Neves e Deivid (dois), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo pulou para dez pontos, e dorme na 5ª posição.

Ronaldinho, com um golaço, fez as pazes com a torcida. Havia expectativa de nova perseguição ao craque. Mas o camisa 10 correu, lutou e participou ativamente do jogo. Não foi novamente o gênio dos tempos do Barcelona, mas deixou o torcedor satisfeito. Tanto que teve o nome gritado ao sair de campo.

O Atlético permanece com oito pontos, em 6º lugar. Na quarta-feira, o Flamengo enfrenta o América-MG, fora de casa. Já o time de Dorival Júnior recebe o Internacional, na quinta-feira.

O jogo

Antes de a bola rolar, a torcida do Flamengo fez sua saudação normal a Ronaldinho Gaúcho, que agradeceu beijando o escudo na camisa e se curvando como um súdito. E o camisa 10 com dois lançamentos e uma falta recebida na entrada da área começou imprimindo bom ritmo. No lance em que foi derrubado, pediu para cobrar. O estádio ficou em silêncio, mas o chute não saiu tão calibrado: bola por cima do gol atleticano.

Coloque seu time em 1º no ranking da Torcida Virtual do iG

No lance seguinte do R10, ele recebeu a intermediária uma bola roubada por Thiago Neves. Partiu com ela pela esquerda e tocou para Wanderlei, que chegou um pouco atrasado e ainda foi obstruído pelos zagueiros. O Atlético-MG respondia nos contra-ataques. com Guilherme. O atacante chegava assustando. Mas era o Flamengo que tinha mesmo as ações do jogo no começo da primeira etapa.

Ronaldinho teve atuação destacada na goleada por 4 a 1 contra o Atlético-MG
Vipcomm
Ronaldinho teve atuação destacada na goleada por 4 a 1 contra o Atlético-MG

O lance que levantou a torcida teve a participação de Ronaldinho novamente. Ele cobrou curto, rasteiro, escanteio para Thiago Neves na entrada da área. O meia percebeu a chegada de Renato, que arriscou de primeira – uma bomba, à esquerda da trave. O gol poderia ter saído dos pés de Leonardo Moura também. Depois da ajeitada de Wanderlei, o lateral, dentro da área, chutou cruzado. Mas torto.

Siga a página do FlamengoiG no Twitter 

Thiago Neves teve a sua chance. O cruzamento rasteiro de Júnior César encontraria o camisa 7 rubro-negro não fosse a zaga adversário. O meia se esforçou, caiu e pediu pênalti. Mas o árbitro mandou a partida seguir, ignorando o gesto do jogador rubro-negro. Mas o Atlético-MG era perigoso nos contra-ataques. Tanto que Guilherme só não abriu a contagem graças a Felipe, que fez difícil defesa, no alto, após emendar de primeira um cruzamento da esquerda.

Acompanhe o Atlético-MG no twitter do iG

O último lance do primeiro tempo teve outra vez a assinatura de Ronaldinho. Depois de tabela com Léo Moura, o camisa 10 bateu de bico, na entrada na área, nas mãos de Renan Ribeiro.

Ronaldinho agradece o apoio da torcida após marcar seu gol
Vipcomm
Ronaldinho agradece o apoio da torcida após marcar seu gol

O Atlético-MG voltou com duas alterações para o segundo tempo. Daniel Carvalho e Magno Alves deram lugar para Renan Oliveira e Neto Berola. Mas foi o Flamengo que continuou assustando. No primeiro minuto, Júnior César mandou para o fundo da rede após escorar chute de longe de Renato. Mas estava impedido.

Quando podia, a bola não entrava. No minuto seguinte, Wanderlei recebeu no interior da grande área e bateu cruzado: bola à direita de Renan Ribeiro. O troco do Atlético saiu dos pés de Renan Oliveira. Da intermediária, o meia quis surpreender Felipe. Mas o goleiro esticou e salvou.

O goleiro rubro-negro, no entanto, não evitou o gol atleticano aos 7 minutos. Falta na entrada da área. Serginho cobrou, Dudu Cearense, mesmo de costas, desviou levemente, sem chances para o camisa 1 do Flamengo: 1 a 0.

A partir daí, o Flamengo apostou no tudo ou nada. Vanderlei Luxemburgo trocou de uma vez só dois jogadores: Wanderlei por Deivid e David Braz por Negueba. Na base do sufoco, o Flamengo foi todo ao ataque. Ronaldinho, de cabeça, quase empatou, mas Renan, bem posicionado, espalmou para escanteio.

Mas era noite mesmo de Ronaldinho Gaúcho. O craque recebeu na entrada da área, pela esquerda, ajeitou no peito e de primeiro acertou o ângulo esquerdo do goleiro. Um golaço. Na comemoração, para fazer as pazes com a torcida, o meia correu na direção da torcida e, novamente, como um súdito, beijou o escudo e se curvou.

Em dois lances seguidos, o craque teve a oportunidade de ampliar. Em menos de um minuto, ele teve duas chances. Mas a bola saiu sempre próxima à trave assustando. E as alterações de Luxemburgo surtiram efeito. Saiu dos pés de Negueba o passe para Thiago Neves, embaixo da trave, fazer o gol da virada: 2 a 1. Mas ainda tinha tempo para mais. Deivid entrou inspirado. Aos 41, o atacante acertou o ângulo esquerdo de Renan. E, já nos acréscimos, só empurrou para o gol após jogada de Léo Moura: 4 a 1 com direito a olé.  

FICHA TÉCNICA - FLAMENGO 4 X 1 ATLÉTICO-MG

Local : Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data : 25 de junho de 2011
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro : Wilson Luiz Seneme (Fifa/SP)
Auxiliares : Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Alessandro Rocha de matos (Fifa/SP)

GOLS :
Flamengo : Ronaldinho Gaúcho, aos 22, Thiago Neves, aos 31, e Deivid, aos 41 e 45 minutos do segundo tempo
Atlético-MG : Dudu Cearense, aos 7 minutos do segundo tempo

CARTÕES AMARELOS : Guilherme, Thiago Neves, Dudu Cearense

FLAMENGO : Felipe; Welinton, David Braz (Negueba) e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Luiz Antonio, Renato, Thiago Neves e Junior Cesar; Ronaldinho e Wanderley (Deivid)
Técnico : Vanderlei Luxemburgo

ATLÉTICO-MG : Renan Ribeiro, Patric, Réver, Leonardo Silva e Guilherme Santos; Serginho, Dudu Cearense, Giovanni Augusto e Daniel Carvalho (Renan Oliveira); Magno Alves (Neto Berola) e Guilherme
Técnico : Dorival Júnior