Deputado se hospedou no hotel que a seleção, mas não encontrou Ricardo Teixeira. Ex-jogador o convidou para falar na Câmara

Romário disse nesta sexta-feira que o convite para que Ricardo Teixeira, o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e também do COL (Comitê Organizador Local) da Copa do Mundo de 2014, vá à Câmara é para dar esclarecimentos sobre o andamento das obras para o Mundial, e não para falar sobre a denúncia da TV inglesa BBC sobre corrupção na Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados). O ex-jogador, hoje deputado federal pelo PSB, criticou o aumento do preços para construção de estádios.

Veja também: Romário corneta Messi e diz que argentino precisa ganhar uma Copa do Mundo para ser grande

“É um absurdo o aumento de preço dos estádios. Não entendo como um estádio custa R$ 100 milhões e depois passa para R$ 300 milhões. Quero que o Ricardo Teixeira vá responder minhas perguntas para falar sobre isso, porque ele é presidente do COL. A Fifa faz pedidos, mas o COL não precisa atender todas. Esses aumentos são muito altos”, disse o ex-jogador, no saguão do Castro’s Hotel, em Goiânia, onde eler estava hospedado – mesmo local que está a delegação da seleção brasileira , que neste sábado enfrenta a Holanda, 16h10, no estádio Serra Dourada. Romário não estará na partida.

No final da semana passada, Romário pediu a convocação de Ricardo Teixeira para depor na câmara. Não houve encontro entre os dois porque o presidente da CBF ainda não está em Goiânia – desembarca apenas no início da tarde desta sexta-feira e não está confirmado se ficará hospedado no Castro’s. Amigo do Governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), Teixeira pode se hospedar em uma propriedade do político.

“Tenho que defender os 150 mil que votaram em mim e toda a população. Como já disse, o Brasil tem tudo para fazer a maior Copa do Mundo de todos os tempos, mas temos que ter consciência para fazer tudo direitinho”, disse Romário. A reforma do Maracanã, por exemplo, subiu de R$ 700 milhões para R$ 1 bilhão .

A CBF informou que Ricardo Teixeira vai comparecer, caso tenha agenda, mas não gostou da convocação. Nos bastidores questionavam a proximidade de Romário com o deputado federal Anthony Garotinho, outro crítico de Teixeira.

Romário está em Goiás para participar de um evento relacionado a crianças com síndrome de Down - na cidade de Rubiataba, a 200 km da capital goiana. Uma de suas filhas, Ivy , de seis anos, tem a síndrome e, como deputado, o ex-atacante tem atuado para esclarecer dúvidas e melhorar a situação dos portadores. No final de março, ele levou a criança até a Câmara, em Brasília, em uma campanha para falar do direito de pessoas com deficiência. Além dele, o ex-pugilista e também deputado federal Acelino “Popó” de Freitas estava no hotel porque participou do mesmo evento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.