Deputado federal e ex-jogador não afirmou que é 'quase impossível' não ligar Ricardo Teixeira a corrupção

O deputado federal e ex-jogador Romário não afirmou literalmente que é “quase impossível” não ligar Ricardo Teixeira a corrupção, citação presente no primeiro título de matéria do iG publicada nesta quinta-feira (14). O ex-jogador concedeu entrevista ao iG em Manaus, onde foi para o jogo comemorativo da seleção de 1994. Em seu perfil no Facebook, Romário contestou o título da matéria.

A assessoria de imprensa de Romário ligou para o repórter autor da matéria às 18h54 desta quinta-feira (14) e expressou o descontentamento do deputado em relação ao título da reportagem. De acordo com a assessoria, o ex-jogador estava muito irritado e negou ter dito a frase que servia como título. A assessoria não contestou o conteúdo da reportagem, considerado por ela correto, mas sim o título.

O repórter se prontificou a modificar o título, o que fez em seguida, alterando ainda parte do texto, embora não houvesse pedido para isso. O novo texto, com título modificado, foi republicado, com as alterações às 19h48. A Home Page e o canal “Esporte” do iG também alteraram seus títulos em seguida.

A entrevista concedida por Romário abordou sua vida como deputado e suas declarações anteriores a respeito de gastos com a Copa do Mundo. Questionado sobre como é sua relação com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, Romário disse que tinha relação “normal”, não de amigo com o dirigente, e criticou o fato de Teixeira ocupar três cargos relacionados com a Copa. Em seguida, espontaneamente o ex-jogador citou reportagem da TV Record sobre “máfia no futebol” – que o repórter desconhecia. O presidente da CBF é um dos mais citados na matéria.

Romário afirmou à reportagem: “Imagino que a Record nunca colocaria no ar matérias seriíssimas, de denegrir a imagem e idoneidade. Se não for verdade é problema entre a Record e Ricardo Teixeira. Se for, tem de pagar pelos prejuízos dados aos cofres públicos. Estou torcendo para não ser verdade, mas é quase impossível alguma coisa não ser verdade. (...) Torço para que esteja acontecendo um equívoco.”

Abaixo, segue a nota publicada por Romário em seu perfil no Facebook:

“O deputado federal Romário (PSB/RJ) nega publicamente as declarações atribuídas a ele na reportagem “Romário: 'Quase impossível' não ligar Ricardo Teixeira a corrupção”, veiculadas pelo portal de notícias IG nesta quinta-feira, 14/07/2011, às 16h19. O parlamentar desconhece e ...nega ter feito, ao portal ou qualquer outro veículo de comunicação, declarações que acusem o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, de envolvimento em casos de corrupção.

Romário reafirma seu compromisso com a verdade e a transparência e deixa claro que em todas as vezes em que foi questionado em relação a acusações feitas a Ricardo Teixeira, se posicionou a favor da investigação da atuação do presidente da CBF a frente da entidade e da realização da Copa no Brasil. O deputado enfatiza, no entanto, que não fez e jamais fará qualquer declaração acusando o presidente da CBF ou qualquer outra pessoa de fatos para os quais não tenha provas.

Desta forma, Romário exige pública retratação do portal e do jornalista Raphael Gomide e comunica que entrará com um processo judicial contra o site de notícias."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.