Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Romário chama Neymar de Nilmar e diz que ele tem muito a fazer

Ex-jogador diz que ainda é cedo para fazer avaliação e que revelação ainda precisa ganhar uma Copa para se firmar na história

Raphael Gomide, enviado iG a Manaus |

O ex-jogador Romário errou quatro vezes o nome do atacante da seleção brasileira e do Santos Neymar , em entrevista, nesta sexta-feira. O campeão do mundo em 1994 chamou Neymar de "Nilmar" três vezes, corrigiu-se após aviso em voz baixa de Bebeto, mas voltou a errar o nome do santista. Romário elogiou o jovem titular da seleção - um dos grandes jogadores de futebol brasileiro atualmente, e talvez do mundo - mas ressalvou que "tem muita coisa para fazer" para se firmar na história do futebol.

Romário disse gostar de ver o santista atuar, com sua habilidade e objetivo de fazer o gol, presente na área, mas, para ele, "ainda é cedo para fazer uma avaliação".

"Ele tem qualidade e condições, se continuar nesse crescendo, de colocar seu nome na história do futebol - como têm Lucas, Ganso, Pato e Nilmar. Mas tem de ganhar uma Copa. infelizmente, muitos desses que foram reconhecidos e justamente como grandes jogadores não ganharam Copa e talvez não tenham ficado marcado por isso", disse Romário.

"Querem comparar (Neymar) com Maradona, melhor que Pelé, que Romário... Melhor pode até ser, mas enquanto não ganhar a Copa e mostrar que é vencedor, não vai deixar de ser 'o melhor do mundo', caso do Messi - que acho que é realmente o melhor do mundo", completou.

Romário diz que jogadores do Santos fizeram falta na Copa
As afirmações foram feitas ao lado de Dunga, companheiro de seleção em 94 e técnico da equipe na última Copa, quando não convocou Neymar nem Paulo Henrique Ganso.

Momentos antes, Romário defendera Dunga na seleção. Em seguida, porém, admitiu ter ficado irritado após a eliminação do país na competição, por Dunga não ter levado os dois. "A gente quer sempre ganhar e, quando o Brasil perdeu, fiquei puto mesmo porque (Dunga) podia ter levado Neymar e o Ganso."

Dunga voltou a afirmar nesta sexta-feira que Neymar e Ganso não estavam prontos há um ano, mas disse que "agora é o momento deles" na seleção.

Leia tudo sobre: Neymarromárioseleção brasileirasantosfutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG