Time italiano fez 3 a 2 em casa. Basel, que venceu o Cluj por 1 a 0, tem seis e pode ultrapassar o time italiano na Liga dos Campeões da Europa

Com três gols no segundo tempo, a Roma virou para cima do Bayern de Munique, que havia aberto 2 a 0 no primeiro tempo, com dois tentos de Mario Gómez Marco Borriello, Daniele De Rossi e Francesco Totti, de pênalti, foram responsáveis pela vitória gialorossi no estádio Olímpico da capital italiana. A partida foi válida pela quinta rodada do Grupo E da Liga dos Campeões da Europa.

Após ficar em dúvida sobre a dupla de ataque, o técnico Cláudio Ranieri decidiu escalar Borriello e Mirko Vucinic, deixando Francesco Totti e Adriano no banco. O ídolo romanista só entraria aos 30 minutos da etapa final, no lugar de Matteo Brighi. Os brasileiros Juan e Cicinho também ficaram na reserva, enquanto Julio Sérgio foi titular no gol e Fábio Simplício entrou no intervalo.

No Bayern, o francês Franck Ribéry voltou a ser titular após dois meses. Recuperado de lesão, o meia já havia entrado no segundo tempo nas últimas rodadas do Campeonato Alemão. Foram 20 minutos contra o Nurenberg e 30 contra o Bayer Leverkusen. Nesta terça, o jogador da seleção francesa atuou 77 minutos até ser substituído por Hamit Altintop.

Com o resultado, a Roma chegou aos nove pontos e está a um empate da classificação. O Basel, que venceu o Cluj por 1 a 0, tem seis e pode ultrapassar o time italiano, pois leva vantagem no confronto direto. O time suíço venceu por 3 a 1 na Itália e perdeu por 3 a 2 na Suíça.

Por outro lado, mesmo com a derrota, o Bayern de Munique não pode mais perder a liderança da chave. Com 12 pontos, os bávaros poderiam até ser igualados pela Roma, mas, como venceram a partida de ida por 2 a 0, ganham no desempate.

O jogo
Logo aos três minutos, Borriello chutou da direita da área, mas parou no goleiro Thomas Kraft. No rebote, Menez também errou. A resposta veio com Toni Kroos, da intermediária, bloqueada pela zaga romanista.

A defesa dos gialorossi formaram uma barreira à frente de sua área, tanto que todas as cinco finalizações do Bayern de Munique até os 30 minutos foram executadas de longe e nenhuma teve que ser impedida por Julio Sérgio. A Roma também tentava de fora, com Vucinic e Menez, mas a melhor chance aconteceu quando o montenegrino entrou na pequena área, mas finalizou pelo alto.

Aos 33, Toni Kroos enfiou a bola para Ribery, por trás da zaga e pelo lado direito da área. Ele centrou para Mario Gómez completar e abrir o placar. Seis minutos depois, Menez passou curto para De Rossi, que perdeu a dividida para Thomas Muller. O artilheiro da última Copa do Mundo descolou lindo passe para Gomes completar de bico.

Antes do fim da etapa inicial, ainda deu tempo de Tymoshchuk e e Kroos tentaram de fora da área, mas o placar parcial ficou no 2 a 0 para o Bayern.

Precisando da vitória para não se complicar no Grupo E, a Roma voltou ligada na etapa final e com Fabio Simplício no lugar de Leandro Greco. Logo aos 2 minutos, o brasileiro achou Vucinic, que por pouco não descontou.

Aos 4, Menez se redimiu do erro no segundo gol alemão. O francês partiu da sua própria intermediária, ganhou de Tymoshchuk na velocidade, deu uma meia-lua em Demichelis e cruzou para Borriello. O italiano, artilheiro da equipe no Campeonato Italiano com cinco gols, se enrolou com a bola, mas, mesmo caído, conseguiu vencer Thomas Kraft e marcar seu terceiro tento na Champions .

O time da casa seguiu pressionando, e o arqueiro teve que impedir os gols de Simplício e Brighi, ambos aos 16. Uma cabeçada de Mexes, no minuto seguinte, passou perto do travessão. A resposta veio em um escanteio cobrado por Toni Kroos, que caiu nos pés de Demichellis, à esquerda da pequena área. O defensor argentino, porém, acertou o lado direito da rede, por fora.

O empate romanista quase aconteceu aos 23 minutos. Vucinic recebeu cobrança de lateral de Riise e deu lindo passe em profundidade para Simplício, que bateu rasteiro, à direita da meta alemã.

Apenas a 15 minutos do fim do jogo, o técnico Ranieri promoveu a entrada do ídolo Francesco Totti no lugar de Matteo Brighi. Quase ao mesmo tempo, Ribéry e Diego Contento, que havia substituído Thomas Muller, trocaram passes e o atacante chutou para fora.

A pressão gialorossi funcionou. Aos 36 minutos, Vucinic lançou Riise na esquerda, e o norueguês cruzou para De Rossi completar e empatar a partida. Logo na sequência, Kraft derrubou Borriello na área e o árbitro Alberto Undiano Mallenco marcou pênalti. Totti cobrou e garantiu a vitória romanista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.