Com os dois brasileiros fora, apenas Ricardo Hocevar pode se juntar Thomaz Bellucci e Ricardo Mello

Após Fernando Romboli cair na estreia, o Brasil continuou sem vitórias no qualificatório de Wimbledon. Nesta terça-feira, Rogerinho e Julio Silva foram eliminados na segunda rodada.

Apesar da experiência, Julinho não foi páreo para o esloveno Grega Zemlja e perdeu por um duplo 6/4. No quali de Roland Garros, também de nível Grand Slam, o paulista já havia caído na segunda fase.

Já Rogerinho, mesmo entusiasmado com a convocação para a Copa Davis, parou em Jean-Rene Lislard, de Mônaco, por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 4/6 e 6/4. O Brasil enfrenta, pela competição entre seleções, o Uruguai. O confronto é válido pela repescagem do Zonal Americano.

A última esperança verde-amarela (que já tem Thomaz Bellucci e Ricardo Mello garantidos na chave principal) é Ricardo Hocevar. O paulistano teve a partida interrompida, contra o estoniano Jurgen Zopp, após ter perdido a primeira parcial por 6/4. Hocevar, que furou o quali no Aberto da Austrália no começo da temporada, objetiva sua primeira participação na grama londrina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.