Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rogério Ceni defende Adilson contra xingamentos da torcida

Goleiro não concordou com os torcedores, que culparam o treinador pelo empate contra o Internacional

Samir Carvalho, iG Esporte |

O goleiro Rogério Ceni saiu em defesa do técnico Adilson Batista após o empate sem gols do São Paulo com o Internacional, nesta quarta-feira, na Arena Barueri, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O capitão da equipe declarou que o treinador tem autoridade para fazer as substituições, e não concordou com os xingamentos da torcida em relação ao comandante.

“Ele mexe a hora que ele quer. Se ele achou que deveria mexer no time naquele momento, está certo, não adianta vaiar”, afirmou Rogério Ceni.

Veja a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Além de escalar o time com três volantes e não pressionar o Inter durante os 90 minutos de partida, a torcida disparou contra o treinador após a entrada de Marlos na vaga de Dagoberto. Isso porque, os torcedores esperavam uma modificação mais ousada no final da partida.

Adilson fez três substituições e não ousou em nenhuma delas. Além de colocar Xandão na vaga de João Filipe, que sentiu lesão no final do primeiro tempo, o treinador fez duas alterações na segunda etapa: colocou Casemiro na vaga de Carlinhos Paraíba (volante por volante) e Marlos no lugar de Dagoberto (atacante por atacante).

Luis Fabiano, que completou seu terceiro jogo seguido pelo São Paulo, lamentou as poucas chances criadas na partida. "Infelizmente criamos pouco. Assim fica complicado", disse o atacante.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e comente as declarações de Rogério Ceni  

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG