Rogério Ceni falha, e São Paulo perde para Ponte Preta no Morumbi

Goleiro fazia bom jogo no dia do aniversário, mas não evitou gol de Tiago Luís e primeira derrota no ano

iG São Paulo | 22/01/2011 21:26 - Atualizada às 23:49

Compartilhar:

Assista ao gol da Ponte no Morumbi

No dia em que completou 38 anos, Rogério Ceni não conseguiu comemorar o aniversário com uma vitória do São Paulo. Pior. O time do Morumbi deixou o gramado com uma derrota para a Ponte Preta, por 1 a 0, com um gol que saiu após uma falha de camisa 1.

Aos 31 minutos do segundo tempo, Renatinho chutou forte e Rogério Ceni espalmou para cima. No rebote, Tiago Luís, de cabeça, marcou o gol que impôs a primeira derrota do Sâo Paulo no ano e interrompeu uma longa sequência sem vitórias do time de Campinas, que não vencia desde outubro.

O São Paulo, que sofreu neste sábado seu primeiro gol no ano, enfrenta agora o Americana, na quarta-feira, fora de casa. A Ponte, que havia perdido para Mirassol e Mogi Mirim nas duas primeiras rodadas, visita a Portuguesa no Canindé, também no dia 26.

O jogo

Paulo César Carpegiani adotou pela terceira vez neste Paulistão um esquema em que privilegiou a velocidade de seus jogadores de frente. Fernandinho, Dagoberto e Marlos foram incumbidos de se movimentar na linha de ataque são-paulina para tentar se desvencilhar da marcação imposta pela Ponte Preta.

O time de Campinas foi a campo com um esquema conservador, com três zagueiros e dois volantes de marcação e a saída encontrada pelo São Paulo para chegar ao gol adversário foi a mesma usada nos dois primeiros jogos do Estadual, nas vitórias contra Mogi Mirim e São Bernardo.

Foto: Vipcomm Ampliar

Marlos, do São Paulo, em disputa de bola

O São Paulo foi melhor nos 15 minutos iniciais. Logo aos seis, Dagoberto deixou Fernandinho na cara do gol. O camisa 12 tentou tirar do goleiro pontepretano, mas Bruno fez grande defesa. Na sobra, Juan arriscou de fora da área, mas o chute foi para fora.

A Ponte tinha consistência defensiva e apesar do bom entrosamento entre os são-paulinos, controlou bem os ataques do time da casa. Aos 15 minutos, o São Paulo novamente com perigo. Jean avançou pelo lado direito e levantou a bola na área para Dagoberto. De primeira o atacante chutou forte na direção do gol, mas Bruno defendeu sem problemas.

Depois de controlar bem os ataques do São Paulo, a Ponte Preta passou a arriscar-se mais no ataque. Chegou com perigo em duas oportunidades e obrigou o aniversariante da noite a trabalhar. Rogério Ceni fez duas defesas difíceis em chutes do atacante Ricardo de Jesus.

Aos 26, o São Paulo chegou com perigo novamente. Fernandinho arrancou pela esquerda, brigou com os marcadores e invadiu a área. O atacante rolou macio para o lateral-esquerdo Juan chutar, cara a cara com Bruno, mas o ex-jogador do Flamengo chutou em cima do goleiro.

Segurando bem os avanços do São Paulo, a Ponte foi ainda mais ousada no final do primeiro e voltou a assustar Rogério Ceni. Aos 36 minutos, o lateral João Paulo fez boa jogada pelo lado esquerdo e invadiu a área. Chutou forte rente ao travessão do goleiro são-paulino.

O São Paulo diminuiu o ritmo no final da primeira etapa e deu ainda mais espaço para o time de Campinas. Aos 42 minutos, Renatinho pegou rebote de escanteio na esquerda do ataque. O meia fez ótima jogada, passou por dois marcadores e invadiu a área. Carlinhos Paraíba puxou levemente a camisa do jogador que caiu na área. O árbitro não marcou nada. No intervalo, Renatinho disse que não sofreu falta.

O bom momento vivido pela Ponte Preta no final do primeiro tempo a acompanhou também no início da segunda etapa. Nos primeiros minutos da fase complementar o time de Campinas por pouco não abriu o placar.

Aos quatro minutos Renatinho penetrou a área são-paulina com facilidade, cortou Alex Silva e chutou cruzado. Rogério Ceni fez grande defesa, mas deu rebote. A bola voltou para Renatinho na linha de fundo e Ceni correu atrás do pontepretano. A bola ultrapassou a linha, mas a arbitragem mandou seguir o lance. Ceni foi driblado por Renatinho, que cruzou para área. Rodrigo Souto, de peito, recuou para Ceni que tranqüilizou a defesa são-paulina.

Um minuto depois foi a vez de o atacante Márcio Diogo fazer boa jogada dentro da área do São Paulo. O atacante recuou para Mancuso, que chutou forte por cima do gol.

Entregue, o São Paulo pouco oferecia de perigo. Carpegiani então decidiu mudar o esquema de jogo da sua equipe e fez duas mudanças logo aos 11 minutos. Trocou o inoperante Cléber Santana pelo atacante Fernandão e sacou Carlinhos Paraíba pelo zagueiro Xandão. O técnico tentou com isso ter uma referência no ataque já que a idéia de usar da velocidade de seus atacantes.

Mas não foi suficiente. O São Paulo insistiu nas jogadas pelas pontas, com seus Dagoberto, Fernandinho e Marlos, e Fernandão não teve participação efetiva no ataque.

A Ponte era melhor. Rogério Ceni fazia boa partida e impedia a derrota são-paulina, mas já na segunda metade do segundo aconteceu o lance que impediu a comemoração completa pelo seu aniversário. Foi Tiago Luís, ex-Santos, que garantiu a festa dos poucos torcedores da Ponte Preta que foram ao Morumbi neste sábado.

Foto: Milton Trajano

Tiago Luís e Rogério Ceni, em charge de Milton Trajano



FICHA TÉCNICA – SÃO PAULO 0 x 1 PONTE PRETA


Local
: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 22 de janeiro de 2011, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Auxiliares: Jumar Nunes Santos e Maurício Helder Luiz Alexandrino
Público: 11.740 pagantes
Cartões amarelos: Juan e Dagoberto (SP); Mancuso, Josimar e Guilherme (PON)

GOL: Tiago Luís, aos 31 minutos do segundo tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Juan; Rodrigo Souto, Cléber Santana (Fernandão), Carlinhos Paraíba (Xandão) e Fernandinho; Dagoberto e Marlos (Marcelinho Paraíba)
Técnico: Paulo César Carpegiani

PONTE PRETA: Bruno; Guilherme, Leandro Silva e Ferron; João Paulo, Gil, Josimar, Mancuso (Gerson) e Renatinho (Xaves); Márcio Diogo (Tiago Luís) e Ricardo de Jesus. Técnico: Gilson Kleina

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo