Diretoria do Cruzeiro não gostou nada do atleta ter reclamado do time não ter uma casa no Brasileirão

O meia Roger está envolvido em nova polêmica no Cruzeiro . Depois da derrota para o Figueirense, em Ipatinga , o armador afirmou que o clube mineiro precisa definir qual será sua casa no Brasileirão, já que tem mandado jogos em Sete Lagoas, Ipatinga e Uberlândia. A resposta da diretoria do Cruzeiro foi imediata, no desembarque do time em Belo Horizonte.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O diretor de futebol do Cruzeiro, Dimas Fonseca, foi veemente. "Ele (Roger) é um empregado do clube e tem que acatar as decisões do clube. Essa não é uma situação para o Roger resolver. Só fui procurado por ele para tratar desse assunto. Nenhum outro jogador falou sobre isso", afirmou o cartola cruzeirense, que vai se reunir com o jogador para tratar do assunto.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e convide seus amigos

Na saída do gramado do Ipatingão, Roger desabafou. "Uma série de fatores (justificam essa derrota). Se não determinarmos uma casa nossa fica difícil. Jogamos em vários lugares. Uma série de viagens. Também tinha quase um time todo fora", disparou o armador carioca.

O técnico Joel Santana preferiu não entrar na polêmica. "Tem certas coisas que comentamos em casa. Quem decide é a direção do clube. Temos que estar cientes que estamos trabalhando dentro da necessidade. Isso é para conversar entre nós e decidir o que é melhor para nós e para a torcida", afirmou o treinador.

De novo?

Roger já esteve no centro de outra polêmica nessa temporada. No início do ano, o jogador reclamou por ter ficado na reserva, já que havia terminado 2010 como titular. O então técnico Cuca e a diretoria chegaram a pensar em envolver o jogador em uma troca com o Vasco , recebendo Carlos Alberto. A situação foi contornada e o jogador permaneceu na Toca da Raposa. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.