Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Roger espera que Cruzeiro se safe aos trancos e barrancos

Armador reconhece momento ruim tecnicamente, mas acredita que time dará um jeito para não cair

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O Cruzeiro atravessa uma de suas piores fases dos últimos anos. Ameaçado por um rebaixamento inédito, o time mineiro tem apenas dois pontos de vantagem sobre o último time da zona da degola. Para Roger, o grupo de jogadores precisa entender que a fase é das mais complicadas para ter humildade e conseguir os resultados.

Cruzeiro é o 16º colocado. Veja a classificação atualizada do Brasileirão

Roger reconheceu que o Cruzeiro é pior tecnicamente que o próximo adversário, o Flamengo. "Nessa fase, fomos inferiores tecnicamente do que o Botafogo, somos inferiores ao Flamengo. Temos que correr mais e nos dedicar para vencer de alguma maneira. Brasileirão está terminando, se afunilando, e estamos contando com a sorte. De alguma maneira vamos resolver essa questão", afirmou o armador.

Leia também: Acidente doméstico misterioso tira zagueiro Naldo do jogo com Flamengo

Perguntado sobre como encara a atual situação, Roger disse ser realista. "Sou muito realista, não adianta viver de ilusões. No primeiro semestre era o melhor time da América, aconteceram 'N' situações que não precisamos citar, em que a coisa começou a andar de maneira diferente. É um time diferente, não nos encontramos e tropeçamos desde o início do torneio. Vamos aos trancos e barrancos até o final, mas com fé e esperança que, mesmo com esses trancos e barrancos, teremos um fim de ano digno. Feliz não tem jeito, pois acredito que um clube como o Cruzeiro não pode lutar contra o rebaixamento", disse o armador.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba informações do seu time em tempo real

Para Roger, o Cruzeiro está no mesmo nível dos últimos colocados do Brasileirão e é importante reconhecer isso para buscar os resultados. "Estamos no mesmo nível desses times. Precisamos reconhecer que estamos em um nível ruim. Se acharmos que eles são piores, é um grande passo para se estrepar. Ser humilde, defender bastante, para tentar vencer o jogo em uma bola, um lance. Estudar muito o time adversário, saber o ponto mais vulnerável. Os times de baixo estão em momentos difíceis, vindo de derrotas. Mas não podemos contar com a sorte até o final. Temos que vencer duas para respirar", concluiu o jogador.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente as declarações do meia Roger

Leia tudo sobre: CruzeiroBrasileirão 2011Roger

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG