Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Roberto Carlos revela acordo para presidir o Anzhi em 2013

Lateral diz que irá tentar trazer jogadores brasileiros para o time russo quando for dirigente

Gazeta |

O lateral esquerdo Roberto Carlos tem dado demonstrações de que a sua ligação com o Anzhi Makhachkala, clube russo que defende desde fevereiro, está cada vez mais forte. Depois de afirmar que estaria em contato diário com o atacante Neymar para convencê-lo a assinar com a equipe do Leste Europeu, o veterano revelou agora um acordo para virar dirigente do Anzhi em um futuro próximo. A informação foi dada com exclusividade pelo iG em junho .

VEJA TAMBÉM: Confira de onde sai o dinheiro do Anzhi, time de Roberto Carlos

"Surgiu a oportunidade de ser o presidente do clube e vou morar aqui durante muitos anos. Daqui dois anos eu paro de jogar, vou ser o presidente e o Sulyman (Kerimov, dono do Anzhi) ficará como proprietário", afirmou o lateral, em entrevista ao jornal "A Cidade", de Ribeirão Preto - o time russo perdeu recentemente um amistoso para o Comercial , time da cidade paulista.

Depois de revelar a intenção de permanecer na Rússia depois do término de sua carreira, Roberto Carlos afirmou que irá tentar trazer jogadores brasileiros para o Anzhi quando for dirigente. "É a primeira vez que eu falo sobre isso (parar de jogar e ser presidente), mas ainda são dois anos pela frente. Quando eu for o presidente, espero fazer um time forte, com alguns brasileiros", afirmou.

Mesmo antes de assumir a equipe, o veterano já tem dado dicas de contratações ao Anzhi, sendo que os dois principais alvos do clube russo nesta janela de transferências são os santistas Paulo Henrique Ganso e Neymar .

Leia tudo sobre: Futebol MundialRússiaAnzhiRoberto Carlos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG