Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Roberto Carlos decide nesta sexta o seu destino no Corinthians

Lateral se reúne com Sanchez e seu empresário. Ameaças sofridas o fazem querer deixar o clube

Bruno Winckler, iG São Paulo |

Nesta sexta-feira será selado o destino de Roberto Carlos no Corinthians. Até o fim da tarde acontecerá uma reunião entre o jogador, seu empresário Fabiano Farah e o presidente Andrés Sanchez, que definirá que rumo seguirá o atleta de 37 anos. Ele está incomodado com a recente onda de violência patrocinada por alguns torcedores do clube depois da eliminação na Copa Libertadores e já disse para membros da diretoria que quer deixar o clube por causa de algumas ameaças que sofreu.

Gazeta Press
Roberto Carlos pode deixar o Corinthians

Com contrato até o final de 2011, o jogador quer conseguir uma rescisão amigável com o Corinthians. O clube também não tem interesse em impedir sua saída caso esta seja vontade dele. “O que importa é que ele esteja feliz aqui. Se não estiver não será bom nem para ele nem para o Corinthians que ele continue”, disse o diretor adjunto do departamento de futebol, Duílio Monteiro Alves.

Roberto Carlos não apresenta problemas de lesão e tem treinado bem no CT do Corinthians no Parque Ecológico. Apesar das ameaças que sofreu por parte de membros de torcidas organizadas, tem cumprido suas obrigações como funcionário do clube sem objeções. Na quinta-feira foi a campo para treinar com os reservas, fez trabalhos físicos e participou de um mini-coletivo.

Desde a eliminação do Corinthians para o Tolima na Copa Libertadores, dia 2 de fevereiro, Roberto Carlos tem sido um dos principais alvos dos protestos de uma ala das facções organizadas do clube. Na sexta-feira, dia 4, chegou a conversar cordialmente com alguns membros desta facção. No sábado, 5, porém, numa academia da capital onde ele, Ronaldo, Dentinho e Paulo André foram fazer trabalhos, ele e os companheiros foram alvos de xingamentos e ameaças por parte de um grupo de torcedores.

Os quatro, que se recuperavam de problemas físicos, foram à academia justamente para evitar os protestos violentos que aconteceram no CT corintiano. Acabaram tendo de lidar com o mesmo tipo de protesto, mas que não que acabou ficando só nos xingamentos, sem agressão. Por essa situação é que haverá a reunião nesta sexta-feira em que o lateral exporá sua insatisfação com o atual momento que vive no clube.

Roberto Carlos chegou ao Corinthians em janeiro de 2010. Participou de 60 dos 70 jogos do clube na última temporada. Neste ano participou dos quatro primeiros jogos até o duelo de ida contra o Tolima, dia 26 de janeiro. De lá para cá não jogou mais, ficando de fora do jogo da volta contra os colombianos, por conta de uma lesão na coxa direita, e das partidas contra São Bernardo, Palmeiras e Ituano pelo Paulistão.

Leia tudo sobre: corinthiansroberto carlosandrés sanchez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG