Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Roberto Carlos admite que teme ser eliminado com o Corinthians

Lateral-esquerdo promete empenho para buscar classificação, mas reconhece possibilidade de queda

Bruno Winckler, enviado iG a Ibagué |

O mais experiente jogador do Corinthians sentiu o baque do empate no primeiro jogo contra o Tolima pela fase pré-grupos da Libertadores. Aos 37 anos, Roberto Carlos admite que tem receio do que pode acontecer caso ele e seus companheiros não consigam avançar na competição. A reação negativa da torcida após o 0 a 0 no Pacaembu deixa o jogador apreensivo.

“Tenho medo (da eliminação), sim. Não tenho motivo para esconder. A gente fica preocupado. Tenho muita vontade de dar uma alegria para a torcida do Corinthians e acho que a classificação seria uma alegria. A gente não quer decepcionar os torcedores”, disse o lateral-esquerdo, antes do treino da segunda-feira, ciente do que mais uma decepção pode causar entre os torcedores e apontado que ele próprio pode render mais para ajudar o time.

O jogador reconhece que toda a pressão pela classificação está nas mãos do Corinthians e que o Tolima, sobretudo depois do empate obtido no Pacaembu, não tem nada a perder.

“Se o Tolima elimina o Corinthians, terá derrotado uma das maiores equipes do país. Se o Corinthians ganha, não fez mais que a obrigação. A ansiedade é normal por conta disso. Mas é bom. Jogador de futebol tem que sentir isso”, disse Roberto, feliz em ter mais conhecimento do rival nesta primeira fase da Libertadores após o empate no jogo de ida.

“A gente tem que entrar em campo sabendo da dificuldade e jogar sempre para ganhar. Aqui (em Ibagué) a gente espera que eles saiam mais para o jogo. Agora já sabemos quem é mais habilidoso no time deles, que tocam bem a bola, mas não tem muita velocidade no ataque... temos de estar preparados”, comentou.

O jogador deixou o último jogo contra o Tolima reclamando de dores na coxa esquerda. Como foi poupado do jogo contra o São Bernardo, domingo, acredita que a lesão, uma mialgia, espécie de microlesão, não o atrapalhei. “Fiz tratamento durante a semana. Recuperei o que tinha de recuperar”, disse Roberto, que treinou normalmente nesta segunda-feira em Ibagué.

Leia tudo sobre: corinthiansroberto carlostolimalibertadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG