Jogador de 22 anos pode ganhar nova chance no ataque contra o Botafogo no domingo

Roberson esteve em campo apenas por 17 minutos contra o Vasco, domingo, porém teve desempenho superior aos titulares Lins e Junior Viçosa. Além do gol de empate do Grêmio , o jogador de 22 anos deu um drible, sofreu uma falta, acertou uma finalização e foi desarmado por duas vezes. Os números são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Olhadas isoladamente, as estatísticas parecem irrisórias. Porém, Lins não acertou nenhuma finalização: deu um chute para fora e perdeu a bola 11 vezes em 90 minutos. Viçosa só chutou uma vez a gol em 73 minutos, obrigando Fernando Prass a fazer grande defesa. Ou seja: Roberson virou alternativa para o ataque.

“Mudei a posição dele neste ano. É um bom garoto e tem de aproveitar as oportunidades”, disse Renato Gaúcho.

No profissional desde 2009, quando ganhou destaque ao marcar gol contra o Flamengo, que disputava o título brasileiro com o Inter, Roberson sempre foi meia. No ano passado, Renato o utilizou nesta função. Em 2011, mudou.

“Ele falou comigo. Ganhei a primeira chance contra o Atlético-PR. Acho que posso ajudar, afinal, sou técnico e protejo bem a bola. Lins é de velocidade e Viçosa, o típico centroavante”, comparou Roberson.

Ele, então, pode ganhar nova chance contra o Botafogo, domingo, no Rio. Leandro, em fase final de recuperação de lesão na coxa direita, deve estar à disposição. André Lima e Miralles continuam machucados.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.