Time alemão dominou o jogo e, com a vitória por 2 a 0, conseguiu uma boa vantagem na Liga dos Campeões

O Bayern de Munique confirmou seu favoritismo nesta quarta-feira, ao derrotar o FC Zurich por 2 a 0, com gols de Schweinsteiger e Robben, em um jogo amplamente dominado pelo time bávaro. Com o bom resultado diante de seu torcedor na Allianz Arena, o Bayern voltará a campo para definir sua vaga na fase de grupos na Liga dos Campeões no dia 23 de agosto, em Zurique, na Suíça.

Após apresentar um futebol fraco em seus dois últimos jogos - derrota por 1 a 0 contra o Borussia Monchengladbach e vitória por 1 a 0 diante do Wolfsburg - o Bayern de Munique entrou em campo com uma nova postura em um belo fim de tarde de quarta-feira na Alemanha.

Mesmo sem disputar a fase classificatória para a Liga dos Campeões desde 2002, o time alemão logo impôs seu ritmo dentro de campo. Logo aos oito minutos de partida, o holandês Arjen Robben cruzou da esquerda e encontrou Schweinsteiger livre para finalizar e abrir o marcador.

Robben deu passe para o primeiro gol e marcou o segundo diante do Zurique
AFP
Robben deu passe para o primeiro gol e marcou o segundo diante do Zurique

Em vantagem, o Bayern manteve seu desempenho e levou perigo ao gol do Zurich novamente aos 12 minutos. Em uma boa arrancada, Lahm se livrou da marcação visitante e viu o goleiro Leoni sair bem do gol para o desarme. Superior, o time alemão passou a dominar a posse de bola no meio campo, enquanto o Zurich adotou uma postura defensiva, apostando nos contra-ataques. Apesar de se armarem para jogar no erro do Bayern, os suíços não conseguiram levar perigo real ao gol de Neuer durante todo o primeiro tempo.

No retorno para a etapa final, o Bayern de Munique logo buscou ampliar sua vantagem no marcador da Allianz Arena. Aos cinco minutos, Gomes recebeu na pequena área e chutou para fora. Já aos sete, Ribéry arriscou de longe e viu o goleiro Leoni espalmar e ainda pegar um chute à queima roupa de Lahn.

Os bávaros mantiveram o bombardeio. Na marca dos dez minutos, Robben invadiu a área após uma boa jogada individual, mas chutou para longe da meta. Dois minutos depois, em uma cobrança de falta, Ribéry carimbou a trave esquerda do Zurich, que não conseguia sair para o jogo.

Tamanha pressão enfim surtiu efeito. Na marca dos 26 minutos, Robben, que voltou ao time após um longo período de recuperação de uma lesão, recebeu pela direita e em um belo chute, marcou o segundo gol do time de Munique na partida.

Abalado pelo segundo gol, o Zurich se desencontrou em campo e mal conseguia manter a posse de bola a partir do meio de campo. Com a forte marcação de Boateng e dos brasileiros Rafinha e Luiz Gustavo, os suecos não conseguiram transpor as linhas de defesa do Bayern, reservando-se somente ao ato de se defender.

Aos 37 minutos, Mario Gomez desperdiçou mais uma chance clara de gol. Ao receber em profundidade um bom passe de Lahm, driblou o goleiro e viu o zagueiro desviar seu chute em cima da linha para evitar o terceiro gol dos alemães no embate. Em desvantagem no placar, os suíços mantiveram seu estilo de jogo, voltando suas atenções apenas para o seu setor defensivo, segurando assim o placar desfavorável por 2 a 0 até o final da partida.

    Leia tudo sobre: bayern de munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.