Time rebaixado disse que não influenciou, de modo algum, as decisões que alteraram o sistema de disputa do campeonato nacional

Na tarde desta quarta-feira, o presidente do River Plate , Daniel Passarella, repudiou qualquer acusação de que pessoas ligadas ao clube teriam participado da reunião da AFA, realizada no último dia 25 de julho, que, além de demitir o treinador Sérgio Batista da seleção argentina, alterou o sistema de disputa do Campeonato Argentino a partir do meio de 2012, favorecendo o rebaixado River.

O mandatário emitiu, por meio do site oficial do clube, um comunicado no qual deixa claro que o River Plate não influenciou, de modo algum, as decisões que alteraram o sistema de disputa do campeonato nacional, justificando com o argumento de que o clube não integra o Comitê Executivo da AFA. Além disso, avisou que o time pretende reverter as consequências do rebaixamento dentro de campo, sem a ajuda de novas fórmulas para a competição.

Motivo da suspeita
Com a mudança na fórmula de disputa do Campeonato Argentino, a partir da metade de 2012, as séries A e B do campeonato nacional estarão unidas e formarão a primeira divisão da competição.

Os clubes serão dividos em grupos nos quais os cabeças-de-chave serão os times com o maior número de títulos nacionais. Como o River é o maior campeão da Argentina, com 33 conquistas, o clube milionário já está garantido na primeira divisão da temporada 12/13.

Confira o comunicado na íntegra:
O Club Atlético River Plate não apresentou oficialmente nem extraoficialmente projeto algum relacionado com as modificações dos formatos dos torneios da AFA (Associação de Futebol Argentino.

O clube desconhece e não permite qualquer procedimento que, em seu nome, pode ter sido tomado na AFA ou em qualquer outro local.

O River Plate assumiu com dignidade a circunstância esportiva que terá de atravessar e, assim como chegou a ela por consequência de resultados esportivos, considera que o justo - e nisso confia e se empenha - é reverter essa situação também por meio de resultados esportivos.

Por fim, cabe deixar claro que o Clube Atlético River Plate não integra atualmente o Comitê Executivo da AFA e, por isso, não participou, nem sequer como convidado, da reunião que foi feita no dia 25 de julho, em que foram realizadas as modificações nos torneios.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.