Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

River inicia temporada com missão de voltar à primeira divisão

Matías Almeyda comandou o primeiro treino do time, realizado no Monumental, que segue em reformas

AFP |

"A ideia é que o River volte a jogar futebol", é o objetivo simples e difícil dos jogadores e do ex-capitão, agora técnico, Matías Almeyda, que nesta segunda-feira comandou o treino dos "milionários".

A desastrosa campanha do River Plate no Clausura-2011, que terminou com o rebaixamento, obrigou Almeyda a se aposentar, aos 37 anos, antes de anunciar uma despedida e tomar as rédeas de uma equipe abatida pela crise.

O primeiro treino realizado no Monumental, que ainda passa por reformas para consertar os estragos feitos pelos próprios torcedores do River no fatídico dia do rebaixamento.

O River Plate caiu para a Primera B por seus próprios méritos, depois de perder a repescagem contra o humilde Belgrano de Córdoba numa 'final' disputada na pressão do Monumental lotado de torcedores do milionário.

A queda do clube da faixa vermelha foi o foco dos assuntos sobre futebol na Argentina, inclusive tirando um pouco do brilho do início da Copa América que passou a ser o segundo assunto na imprensa esportiva local.

"Queremos uma equipe forte e agressiva, mas sem deixar de lado o futebol que as pessoas gostam", disse o novo técnico sobre o objetivo que está sendo implementado para a temporada.

A crise e os prejuízos econômicos forçaram a venda do jovem Erik Lamela para o Roma, o meia, que é um ídolo do clube foi transferido por 12 milhões de euros. Dinheiro que deve aliviar as contas do River Plate, que de milionário só está ficando com o apelido.

O dinheiro da venda serviu para quitar dívidas com jogadores e tratar de novas contratações, mas até agora o único reforço apresentado foi o zagueiro Agustín Alayes, que saiu do chileno Colo Colo e já treinou nesta segunda-feira na equipe do River.

No entanto, o River Plate ainda espera assinar contratos com os atacantes Fernando Cavenaghi, argentino que pediu demissão do Internacional (Brasil) por não estar sendo utilizado, e Alejandro 'Chori' Domínguez, do Valencia da Espanha, que podem dar mais poder ofensivo ao time de Buenos Aires. Fontes do clube garantiram já haver um "contrato verbal".

"O River tinha perdido seu futebol", admitiu Almeyda na coletiva de imprensa organizada após o primeiro treino da equipe.Agora só falta descobrir se Matías Almeyda vai conseguir se firmar como técnico depois de uma carreira de sucesso como jogador, e se vai conseguir levar de volta o time em que se destacou como profissional às glórias de outros tempos.sa/jos/sh

Leia tudo sobre: futebol mundialargentinariver plate

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG