Ao derrotar Figueirense por 2 a 1, time paulista supera desfalques e confirma melhor campanha fora de casa

nullMesmo com 12 desfalques e jogando fora de casa, o São Paulo conseguiu ter atuação suficiente para vencer o Figueirense por 2 a 1, neste sábado, em Florianópolis. O nome do triunfo foi Rivaldo , que saiu do banco de reservas e fez um belo gol no segundo tempo.

Com o resultado, o time de Adilson Batista se recuperou da derrota para o Fluminense no meio da semana e confirmou ter a melhor campanha fora de casa no Brasileirão. Agora, são sete vitórias em 11 jogos. É o visitante ingrato. De quebra, ao menos temporariamente, é o segundo colocado, com 38 pontos.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo ou do Figueirense e convide seus amigos

O Figueirense perdeu após ter surpreendido do Cruzeiro fora de casa. Agora, é o nono lugar, com 29 minutos.

Na quarta-feira, o São Paulo recebe o Atlético-MG. O Figueirense desafia o Atlético-GO no mesmo dia.

O jogo

Foi um primeiro tempo morno. Chegou a dar sono. Com 12 desfalques, o São Paulo preferiu apenas marcar o rival. Mal atacava e quando o fazia era em jogadas individuais ou de bola parada.

O Figueirense, incrivelmente, aceitou a marcação. Não teve força para superar o esquema montado por Adilson Batista. Neste panorama, cada equipe criou apenas uma situação de gol.

Melhor para o São Paulo, que contou com a sorte, quando, aos 17 minutos, Júlio Cesar acertou a trave em chute cruzado, e abriu o placar no final do primeiro tempo. Aos 42, Cícero subiu mais do que a zaga e fez de cabeça.

A vantagem durou pouco. Logo aos três minutos do segundo tempo, João Paulo empatou quase da mesma forma. A defesa paulista não afastou cobrança de escanteio e o zagueiro igualou a partida: 1 a 1. Àquela altura o Figueirense tinha em Somália, que substituiu Leandro Chaves, que havia entrado na vaga do lesionado Ygor, uma das figuras da partida.

Siga o Twitter do iG São Paulo e receba notícias do time em tempo real

O atacante comandou a tentativa de virar a partida. Juninho, Júlio Cesar e Somália levaram perigo a Rogério Ceni. Então, em rápido contragolpe, o São Paulo fez o segundo. Rivaldo recebeu livre, dentro da área, e encobriu o goleiro Wilson: 2 a 1.

Foi o suficiente para vencer a partida. O Figueirense ainda ficou com um a menos, afinal, Júlio Cesar, lesionado, teve de deixar o gramado do Orlando Scarpelli. Isto porque Jorginho havia feito as três trocas...

FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 1 X 2 SÃO PAULO

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data: 3 de setembro de 2011, sábado
Horário: 18h (horário de Brasília)
Árbitro: Francisco Assis de Almeida Filho (CE)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido e Arnaldo Rodrigues de Souza (ambos do CE)
Cartões amarelos: Ygor, Edson Silva e Jonatas (Figueirense) Henrique, Casemiro (São Paulo)

Gols:

São Paulo: Cícero, aos 42 minutos do primeiro tempo. Rivaldo, aos 15 minutos, do segundo tempo

Figueirense: João Paulo, aos 3 minutos do segundo tempo.

FIGUEIRENSE: Wilson; Bruno, João Paulo, Edson Silva e Juninho; Ygor, Jonatas, Maicon (Leandro Chaves, depois Somália) e Elias; Wellington Nem (Fernandes) e Júlio Cesar. Técnico: Jorginho.

SÃO PAULO: Rogério Ceni; João Felioe, Xandão, Rhodolfo e Henrique Miranda (Luiz Eduardo); Casemiro, Rodrigo Caio, Carlinhos Paraíba e Cícero; William José (Bruno) e Henrique (Rivaldo). Técnico: Adilson Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.