Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Rivaldo promete cumprir contrato com o São Paulo e quer decidir

Veterano vem sendo reserva, mas acredita em oportunidade 'no momento certo' e quer títulos

Levi Guimarães, iG São Paulo |

nullApresentado em janeiro como grande nome para o meio de campo do São Paulo em 2011, o veterano Rivaldo ainda não conseguiu se firmar como titular do técnico Paulo César Carpegiani. O camisa 10 vem ganhando oportunidades apenas quando outros jogadores estão suspensos ou lesionados. Mas, apesar de reconhecer a decepção com o banco, ele não cogita deixar o clube e diz acreditar em ter uma participação importante nos possíveis títulos do clube na temporada.

“Eu estou feliz no São Paulo, apesar de não ter uma sequência de jogos. Estou tendo minhas oportunidades, quando entro procuro dar o meu melhor. Estou trabalhando e acredito que no momento certo posso ser titular do São Paulo. Quando aparecer a chance, mesmo se for de 10 ou 15 minutos, seria ótimo fazer um gol decisivo”, disse o jogador.

Rivaldo teve uma atuação de gala em sua estreia, na vitória por 3 a 2 sobre o Linense, mas depois disso perdeu espaço por conta de uma lesão muscular na coxa direita que o deixou afastado dos treinos com o restante do elenco por três semanas. Quando voltou, o jovem Lucas havia retornado da seleção sub 20 e tomado conta da posição. Mas Rivaldo diz que o ano ainda está começando e com o alto número de jogos, não tem receio de ser pouco aproveitado.

“Ainda é cedo, temos o Campeonato Brasileiro e muitos jogos pela frente. Foram poucos jogos até agora, cheguei há dois meses praticamente. Muitas coisas ainda vão acontecer, o importante é estar no grupo e à disposição do treinador quando ele precisar”, disse.

Na entrevista que concedeu esta manhã, ele chegou a falar sobre a possibilidade de deixar o São Paulo se continuar sendo pouco aproveitado, mas afirmou que essa hipótese está descartada, entre outros motivos, pela gratidão ao goleiro Rogério Ceni, principal incentivador de sua contratação pelo clube.

“Claro que nenhum jogador fica feliz de não jogar, mas vou continuar me empenhando, não vou perder a cabeça por estar no banco. No Milan eu rescindi o contrato quando não fui nem relacionado para o banco, fiquei muito chateado. Mas hoje, com esse convite que tive do Rogério, pelo respeito a ele e por estar em um grande clube como o São Paulo eu não vou rescindir. Tenho um propósito e se estou aqui vou ficar”, afirmou.

Leia tudo sobre: são paulocampeonato paulista 2011rivaldo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG