Para volante do Atlético-MG, seus atos fora de campo têm mais espaço na mídia do que seus bons momentos

Poucas horas depois de se envolver em um acidente automobilístico em Belo Horizonte , o volante Richarlyson já estava em campo treinando pelo Atlético-MG . Depois de desfalcar o time mineiro por duas rodadas por conta de uma lesão do joelho esquerdo, o jogador foi titular no último treino antes da partida contra o Internacional , nesta quinta-feira, às 21h, na Arena do Jacaré. Escalado para a entrevista coletiva, o principal assunto não foi sua titularidade, mas o acidente na noite anterior.

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Richarlyson se mostrou bastante tranquilo quando ao ocorrido, mas chateado com a repercussão. O camisa 20 do Atlético-MG revelou que estava retornando de um culto evangélico no momento da batida. “Para esclarecer, estava vindo do culto da Igreja Batista da Lagoinha (bairro de Belo Horizonte) para casa e aconteceu esta ocorrência, onde o motoqueiro colidiu com o meu carro. Graças a Deus ele só teve uma escoriação leve no supercílio, mas está bem.”, explicou Richarlyson, que ficou bastante chateado pelo modo que foi tratado o seu envolvimento no acidente.

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

O volante Richarlyson treinou normalmente nesta quinta-feira, na Cidade do Galo
Flickr/Clube Atlético Mineiro
O volante Richarlyson treinou normalmente nesta quinta-feira, na Cidade do Galo
“Eu fico chateado porque as pessoas preferem falar sobre polêmicas comigo, da minha vida fora de campo, ao invés de falar que estou recuperando da minha contusão, de grau três no colateral e que em duas semanas estou de volta em campo, sem nenhuma dor”.

Richarlyson se diz acostumado a esse tipo de situação. Para o volante, não importa o seu momento dentro de campo, pois o que acontece fora dele tem mais importância. “Eu sou uma pessoa pública que dou notícia. Não importa se é notícia ruim ou boa, eu dou notícia. Estou tranquilo com isso, a minha vida sempre foi bem resolvida. Já aconteceu de eu estar em um momento excelente na carreira e o extracampo ser mais explorado. Mas, como falei, tenho minha filosofia de vida, sou tricampeão mundial, cheguei à seleção brasileira”.

O acidente
Sobre o acidente, Richarlyson explicou que estava certo no momento do ocorrido. Segundo o jogador, ele não aceitou dar entrevistas no local, o que gerou toda a confusão, já que os amigos do motoqueiro acidentado ganharam espaço para falar. “Um companheiro de vocês (imprensa) ficou chateado por euu não dar entrevista no momento. Então ele pegou amigos do motorista que falaram que eu estava errado. Mas no boletim de ocorrências da polícia vai esclarecer que eu estava certo, fazendo a manobra de maneira correta”.

O motociclista Frederico Moreira Pires, de 26 anos, passa bem depois do acidente. No entanto ele não tem carteira de habilitação e teve a moto apreendida logo depois do ocorrido. Frederico alega que Richarlyson não deu seta para visar que faria uma conversão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.