Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ricardo Teixeira diz ser factível pedido de clubes por títulos brasileiros de 59 a 70

Representantes de Santos, Cruzeiro e Botafogo estiveram na CBF solicitando que a entidade considere Taça Brasil e Robertão como campeonatos nacionais. Palmeiras, Bahia e Fluminense também têm interesse

iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860076007&_c_=MiGComponente_C

Em reunião realizada na manhã desta quarta-feira na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro, representantes do Santos, do Cruzeiro e do Botafogo apresentaram oficialmente pedido ao presidente da entidade, Ricardo Teixeira, para que os torneios nacionais disputados entre 1959 e 1970, antes do Campeonato Brasileiro nascer com essa nomenclatura, sejam reconhecidos pela entidade. Palmeiras, Fluminense e Bahia não enviaram diretores, mas apoiam o pedido.

A princípio é uma solicitação factível. Agora vamos enviar a documentação para análise do departamento técnico (da CBF), disse Ricardo Teixeira em entrevista ao site entidade. Não há prazo para que o pleito dos clubes seja avaliado e que haja uma resposta.

Atualmente, a CBF só considera campeões brasileiros aqueles times que conquistaram o Campeonato Brasileiro, competição que com este nome começou a ser disputada em 1971. De 1959 a 1970, a CBD (antiga CBF) organizou a Taça Brasil e o Roberto Gomes Pedrosa, o Robertão.

A primeira é o embrião do que hoje seria a Copa do Brasil (com jogos no sistema mata-mata) e a segunda do Campeonato Brasileiro (com turno, returno e finais ou pontos corridos). Elas chegaram até a serem disputadas no mesmo ano, em 1967 e 1968 (o que representaria, conforme o pedido dos clubes, em dois campeões brasileiros em cada um desses anos).

O Santos, seis vezes, o Palmeiras quatro e Fluminense, Cruzeiro, Botafogo e Bahia, um cada, venceram a Taça Brasil ou o Robertão. Dois desses títulos do Palmeiras, por exemplo, foram conquistados no mesmo ano, em 1967, quando ambos foram disputados. Caso estes títulos sejam unificados, como pedem os clubes, não se sabe se o Palmeiras seria oito vezes campeão (juntando com os quatro Brasileirões) ou sete.

O pedido dos clubes é antigo, mas desta vez uma vasta documentação foi entregue diretamente às mãos de Teixeira. Estiveram com ele Luiz Álvaro de Oliveira, presidente do Santos, Antonio Carlos Mantuano, vice-presidente do Botafogo, e Dimas Fonseca, diretor executivo do Cruzeiro.

Se a CBF aprovar o projeto, Santos e Palmeiras se tornariam os maiores campeões nacionais, com oito títulos cada (lembrando que o Palmeiras venceu Taça Brasil e Robertão no mesmo ano em 1967). O São Paulo ficaria para trás, com seis. Fluminense, Cruzeiro, Bahia e Botafogo conquistariam o segundo título.

Leia tudo sobre: bahiabotafogocampeonato brasileirocruzeirofluminensefutebolpalmeirassantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG