Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ricardo Gomes já reconhece os familiares

Companheiro de seleção, Ricardo Rocha visita parentes do treinador e filho revela as reações do pai na UTI

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Companheiro de Ricardo Gomes na seleção brasileiro entre os anos 80 e 90, o ex-jogador Ricardo Rocha chegou ao Hospital Pasteur, onde Gomes está internado desde domingo, para visitar o técnico do Vasco, que na manhã desta quarta-feira saiu do coma induzido e já abre os olhos e se movimenta. Diego, filho do treinador, disse que Gomes já reconhece as pessoas.

“Não entrei (na UTI). Nem quero. Acho que ele precisa de descanso. Ele podia me ver, se emocionar, e isso causar alguma reação. Mas na conversa com o Diego, soube que o médico pediu para ele levantar o braço se estivesse reconhecendo as pessoas. É a melhor notícia do dia”, vibrou Ricardo Rocha.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Gomes e Rocha se conheceram na seleção em 1986. Juntos, formaram a zaga, ao lado também de Mauro Galvão, no Mundial de 1990, na Itália. Na sequência, integraram o time comandado por Carlos Alberto Parreira na campanha do tetracampeonato mundial, em 1994, nos Estados Unidos. Com uma lesão no tornozelo, Gomes acabou cortado às vésperas da Copa junto com Mozer. Rocha permaneceu no grupo, mas se machucou logo na estreia, contra a Rússia. Aldair e Márcio Santos formaram a dupla de zaga no restante da competição.

Amigo do treinador vascaíno, Rocha conta que sofre também de hipertensão. Quando estavam juntos, conta o ex-jogador, costumavam conversar sobre os cuidados com a doença. Ricardo Rocha herdou a doença dos pais, o que fez o ex-zagueiro desistir de seguir a carreira de treinador de futebol.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

“As pessoas falam: ‘Você não quer ser técnico?’. Eu digo que não. O showbol já me dá muita dor de cabeça, mas é bem menos estressante”, brinca Ricardo Gomes, um dos responsáveis pela modalidade no Brasil. Torcendo pela recuperação do treinador vascaíno, Rocha não quer vê-lo novamente à beira do campo.

“Pra ser sincero, quero vê-lo no futebol, mas não como treinador. É o segundo aviso (refere-se à isquemia transitória sofrida no São Paulo, em fevereiro de 2010), então não é para continuar. Quero ele no futebol, sim, mas como manager. Ricardo é inteligente, bom caráter, vai ajudar muito no futebol, mas fora de campo”.

Hilton Mattos
Ricardo Rocha no hospital em que Gomes está internado

Vasco tem a maior ascensão do Torcida Virtual. Entre e dê seu apoio a Ricardo Gomes

Leia tudo sobre: vascobrasileirão 2011ricardo gomes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG