Tamanho do texto

Bernardo e Fellipe Bastos serão os cobradores de falta contra o Atlético-PR, quinta, em São Januário

O treino desta terça-feira em São Januário foi dedicado às finalizações. O Vasco enfrenta o Atlético-PR nesta quinta, valendo vaga na semifinal da Copa do Brasil, e o técnico Ricardo Gomes não pensa em deixar a classificação escapar dentro de casa. O time já leva a vantagem do empate em 1 a 1. Para não correr riscos, o treinador trabalhou exaustivamente  conclusões. A bola rola às 19h30 na Colina. Na primeira partida, em Curitiba, o placar de foi 2 a 2 . O rubro-negro paranaense nunca venceu o time cruzmaltino no Rio .

Siga o iG Vasco no Twitter: saiba tudo sobre seu time

Na primeira parte do treino, os jogadores foram submetidos a jogadas de finalização escorando cruzamento da linha de fundo. À exceção dos laterais, todo o grupo participou. Em seguida, Gomes treinou as bolas paradas. Se o resultado da partida da Arena da Baixada se repetir, a vaga será decidida nos pênaltis. Para evitar o fiasco contra o Flamengo , na final da Taça Rio , o time treinou muitas cobranças - tendo bom aproveitamento.

Em meio aos tiros livres, Bernardo , Dedé e Fellipe Bastos ficaram cerca de 30 minutos cobrando falta. Na vitória de 4 a 2 sobre o Caxias , Dedé marcara, de bola parada, o último gol da partida. Já Bernardo vem se dedicando nos últimos dias a este fundamento. Solitário, apenas na companhia do goleiro Fernando Prass, o meia vascaíno tem aprimorando os chutes de curta e média distâncias. As faltas de longe ficarão para Bastos, conhecido por seu potente chute.

“A bola parada sempre resolve muita coisa. A gente treina para estar preparado caso aconteça na hora do jogo. Vamos atrás da vitória, mas caso a partida seja decidida nos pênaltis, o grupo está preparado”, alertou Diego Souza .