Desde as semifinais, técnico do Vasco vê de perto rivais que assistia pela TV quando estava desempregado

O técnico do Vasco , Ricardo Gomes, já tem a sua programação definida para a tarde deste domingo. Sem saber se vai ou não ao Engenhão, o treinador tem o compromisso de assistir à final da Taça Guanabara, às 16h, entre Flamengo e Boavista.

Com o Vasco fora até das semifinais, Gomes ficou de olho ligado na telinha acompanhando os confrontos da semana passada. Atento, não quis perder nenhum detalhe de Fluminense x Boavista e Flamengo x Botafogo. Empenhado em levar o time de São Januário às finais na Taça Rio, ele observa de perto seus futuros adversários.

“Queremos ir para a briga no segundo turno. Então, temos que saber como estão nossos concorrentes”, resumiu Ricardo Gomes.

O começo da Taça Guanabara foi marcado por vexames memoráveis. Em seu pior início de campanha na história da competição carioca, o Vasco sofreu quatro derrotas consecutivas nas quatro primeiras rodadas. A equipe, à época, era dirigida por Paulo César Gusmão (exceto na última derrota, quando Gaúcho comandou interinamente). Desempregado, Gomes apenas acompanhava os jogos pela televisão. E assim mesmo sem compromisso. A realidade hoje pede mais comprometimento. Daí o interesse de ver de perto seus rivais.

O Vasco estreia na Taça Rio dia 4, no Estádio Cláudio Moacyr, contra o Macaé. O clube tentou antecipar a partida em um ou dois dias para fugir do trânsito na véspera do Carnaval. Mas não chegou a um acordo com o time da Região dos Lagos. Inicialmente, recebeu apoio da tevê e a Federação de Futebol do Rio (Ferj). Como a prefeitura local entende que a presença do Vasco em Macaé fará bem ao turismo da cidade, não houve um consenso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.