Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ricardo Gomes blinda o Vasco em semana decisiva

Técnico limitou a filmagem de treinos e resolveu não conceder entrevistas às vésperas de pegar o Olaria

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

Ricardo Gomes está sisudo. Não chega a ser mau humor. Foco, a palavra da moda, seria a melhor definição. Quando aceitou dirigir o Vasco, no começo de fevereiro, se deu conta de que ele e o clube estavam na mesma cruzada: ambos precisam urgentemente de um título. O Vasco, por estar há oito anos na fila. Já o treinador, para se firmar na carreira no cenário nacional.

Para que nada dê errado, a partir de agora o Vasco vai se blindar até a tão sonhada conquista. Há etapas a serem queimadas, pois o time está apenas na semifinal da Taça Rio. Precisa, primeiro, derrotar o Olaria, sábado, às 18h30, no Engenhão, para depois decidir o segundo turno contra o vencedor de Flamengo e Fluminense.

Se passar pela semifinal e pelo ganhador da dupla Fla-Flu, levantará um troféu conquistado pela última vez em 2004. O título lhe garante o direito de disputar a final do estadual - em duas partidas - contra o Flamengo, vencedor da Taça Guanabara, o primeiro turno. Ou seja, o Vasco está a quatro jogos de quebrar um jejum que dura desde 2003, quando, liderado por Marcelinho Carioca, venceu a competição.

Fotocom
Ricardo Gomes não quer ver seu time perder o foco na reta decisiva
Por tudo isso, o trabalho é árduo. Tecnicamente, o Vasco provou que tem condições de brigar pelo título. Mas não é apenas dentro de campo que se ganha jogo. Assim, Gomes tem cuidado de pequenos detalhes para evitar que algum deslize ponha tudo a perder.

Por exemplo, entrevistas, somente na sexta-feira, véspera do jogo. O treinador recusou dezenas de convites para participação em programas de rádio e TV, além de matérias para imprensa escrita e digital. Os cuidados com as entrevistas dos jogadores também o preocupam. Aliado à assessoria de futebol do clube, toma os cuidados para o Vasco não ficar exposto.

Junto com a comissão técnica, limitou também a presença de cinegrafistas no gramado durante os treinos. O treinador tem comandado trabalhos com bola simulando forte marcação sobre o rápido ataque do Olaria e muita movimentação na saída de bola. Para não dar armas ao inimigo, parte do treino não é registrado.

Durante o trabalho tático desta quarta-feira, ele montou a equipe com Fernando Prass; Allan, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Rômulo, Fellipe Bastos, Felipe e Diego Souza; Alecsandro e Eder Luis. O volante Eduardo Costa, recuperado de lesão muscular, está liberado pelo departamento médico e em condições de assumir a posição.

Ricardo Gomes, no entanto, deve manter Fellipe Bastos ao lado de Rômulo dando proteção à defesa. Fora de combate há quatro rodadas, Eduardo deve entrar no decorrer da partida. Titular mesmo, somente no compromisso do dia 27, em São Januário, frente ao Náutico, pela Copa do Brasil.
 

Leia tudo sobre: vascoricardo gomescampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG