Tamanho do texto

Meia não foi inscrito para o jogo com Madureira. Objetivo é deixá-lo em forma para o clássico contra o Botafogo

O técnico Ricardo Gomes fez planos para relacionar Diego Souza para o jogo deste domingo, em Volta Redonda, contra o Madureira. Mas a intenção do treinador de ter o camisa 10 à disposição esbarrou na burocracia. O Vasco não conseguiu regularizar o jogador a tempo, pois dependia da liberação do Atlético-MG para inscrevê-lo na Federação de Futebol do Rio (Ferj).
Ricardo Gomes não criou expectativa. Soube a sexta-feira toda que a burocracia não seria vencida e desistiu de levá-lo para o banco de reservas. Com apenas duas semanas de clube, o meia não faria sua estreia como titular no compromisso deste fim de semana. A estratégia era colocá-lo em campo no segundo tempo.
O treinador quer que o meia ganhe ritmo para, aos poucos, começar jogando. Com a semana livre até o clássico do dia 20, contra o Botafogo, Diego poderá se dedicar aos treinos e Gomes vai observá-lo entre os titulares em pelo menos dois coletivos. Em Belo Horizonte, o meia participou da pré-temporada com os companheiros e vinha treinando normalmente. Só não era aproveitado pelo técnico Dorival Júnior, o que culminou com a transferência para o futebol carioca
Ricardo Gomes revelou que são grandes as chances de o jogador ganhar a posição e entrar de início no clássico.
“Pela qualidade e pela experiência do Diego, é bem provável que ele comece como titular. Vamos observar melhor ao longo da semana, mas conto com ele”, declarou o treinador vascaíno.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.