Atacante tem sido bastante criticado desde que chegou, mas sabe que tudo pode mudar com gols no clássico

Flickr/Clube Atlético Mineiro
Ricardo Bueno tem recebido atenção especial do técnico Dorival Júnior
Sem Magno Alves, vetado por conta de um estiramento na coxa direita , o ataque do Atlético-MG vai ser comandado por Ricardo Bueno , no clássico com o América-MG, pela semifinal do Campeonato Mineiro. Titular durante seis partidas, Bueno marcou dois gols e perdeu a vaga para Mancini . Mas no primeiro jogo como reserva, diante da Caldense, ele voltou a marcar. São quatro gols na temporada.

E de gols que Ricardo Bueno precisa. Criticado e até mesmo perseguido por parte da torcida do Atlético-MG, o atacante sabe que somente marcando gols que vai melhorar sua imagem junto ao torcedor. Então, nada melhor do que um clássico neste momento.

“É um jogo bom, esperado por torcida, clubes e jogadores. São as melhores partidas para jogar e buscar a consagração. O mais importante é ajudar o time”, disse Ricardo Bueno, que também deseja retomar a confiança do técnico Dorival Júnior, e assim se tornar titular novamente.

“A gente precisa encarar a chance como única. Se eu for bem no jogo e fizer gols, claro que o Dorival vai acreditar ainda mais no meu futebol. Vou procurar corresponder ao máximo para me firmar como titular”.

Depois de jogar ao lado de Jóbson, de Neto Berola e até mesmo de Magno Alves, Ricardo Bueno vai ter um novo parceiro no ataque. Mancini vai ser o parceiro da vez, e a união em campo já rendeu um gol ao Atlético-MG na temporada. Bueno marcou de cabeça, contra o Villa Nova-MG, depois de cruzamento de Mancini.

“As jogadas de fundo irão sair, vou procurar meu posicionamento na área, tentando o cabeceio, finalização, mas é importante essa velocidade pela beirada do campo”, disse Ricardo Bueno, já confirmado por Dorival Júnior como titular neste domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.