Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ricardo Berna vibra com oportunidade e pede sequência de jogos

Apesar de ter chegado ao clube em 2005 e ser o mais antigo do elenco, goleiro só atuou 52 vezes pelo Fluminense

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Ricardo Berna chegou às Laranjeiras em 2005 e é o jogador com mais tempo de casa do atual elenco. No entanto, ele entrou em campo com a camisa do Fluminense somente 52 vezes, o que significa uma média de menos de nove jogos por temporada. Muito pouco para um goleiro. Praticamente confirmado como titular diante do Boavista, no próximo sábado, às 17h, no Engenhão, pela semifinal da Taça Guanabara, Ricardo Berna espera permanecer na equipe e aumentar o número de jogos pelo clube.

“Nas vezes em que tive oportunidade de jogar, nunca tive uma sequência de mais de dez jogos. Isso é muito importante para um goleiro. Quero apenas aumentar essa sequência e assim ajudar o Fluminense a conquistar títulos. Mas eu sou um cara otimista e sempre acredito que coisas boas vão me acontecer”, afirmou o goleiro.

Titular e decisivo nos últimos nove jogos da conquista do tricampeonato brasileiro, Ricardo Berna perdeu a posição com a chegada de Diego Cavalieri. Mas, curiosamente, das oito partidas do Fluminense na temporada, o time só não sofreu gol contra o Bangu e Madureira, ambas com Ricardo Berna no gol.

“É claro que é importante não tomar gols. Mas isso é um trabalho coletivo, de todo o grupo. Se eu não tomei gol nesses jogos é porque todo o time me ajudou”, explicou o goleiro.

Photocamera
Veterano na equipe, goleiro Ricardo Berna comemora chance de atuar como titular

Embora tenha perdido a posição para Diego Cavalieri e ter ficado fora da estreia na Libertadores, Ricardo Berna afirma que vive o melhor momento de sua vida. Se dentro de campo ele conseguiu realizar o desejo de ser campeão pelo Fluminense, longe dos gramados ele teve o privilégio de ser pai pela primeira vez há duas semanas.

“Estou muito feliz neste momento. Não só na vida profissional, com o título brasileiro, mas com o nascimento da minha filha, que me trouxe muita felicidade. É um sentimento novo e inexplicável, que não tem como definir com palavras”, disse Berna, que não esquece de agradecer o técnico Muricy Ramalho pelo bom momento.

“Uma coisa que aprendi com os meus pais é ter gratidão com as pessoas. Por isso, sou mito grato ao Muricy Ramalho por ter me dado uma oportunidade e ter confiado em mim. E ao torcedor do Fluminense também, que tem me apoiado sempre. Alcançar uma cosia não é complicado, o difícil é se manter”, finalizou.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG