Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ribéry pede desculpas por erros na seleção francesa

Após se envolver em escândalo sexual e participar de "greve" da seleção francesa, atleta volta ao time

Agência Estado |

O meio-campista Franck Ribéry admitiu que cometeu erros no ano passado, tanto na sua vida privada como na Copa do Mundo, e agora deseja reconquistar do carinho da torcida francesa, a quem decepcionou. O jogador foi suspenso por três partidas por seu papel na decisão dos jogadores da seleção da França de se recusarem a realizar um treino durante o Mundial da África do Sul, e foi convocado pelo técnico Laurent Blanc pela primeira vez desde o torneio.

Antes da Copa do Mundo, o jogador do Bayern de Munique se envolveu em um escândalo sexual por supostamente ter se envolvido com uma prostituta menor de idade, em um episódio que ele admite ter causado enormes danos à sua família e amigos. "Na minha vida privada, na minha vida como jogador de futebol, eu errei", disse Ribéry. "Eu peguei as estradas erradas, eu me perdi. Magoei pessoas que são muito queridas para mim, eu até mesmo choquei muitas outras pessoas. Eu estou com raiva de mim e eu sinto muito por isso. É verdade que nós fizemos coisas erradas na África do Sul, não vimos as coisas da maneira certa".

Ribéry, de 27 anos, tem sofrido com várias lesões desde a Copa do Mundo, o que impediu Blanc de convocá-lo após o cumprimento da punição. Na semana passada, o treinador também chamou Patrice Evra, o capitão da França durante a "greve" na Copa do Mundo, que chocou a França. O lateral recebeu a maior proibição, de cinco jogos. "As punições vieram, todos os tipos de punições", disse Ribéry. "Nós pagamos por isso, isso é normal. Mas como eu disse, vamos virar a página, falar sobre o futuro".

A primeira partida de Ribéry após a Copa do Mundo pela França poderá ser na sexta-feira, contra Luxemburgo, pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012. Quatro dias depois, ele pode se reencontrar com o torcedor da sua seleção, no Stade de France, em amistoso contra a Croácia.

"Eu tive sorte suficiente para ser um jogador que foi apreciado e amado pelos franceses", disse Ribéry. "Eu sofri muito e ainda estou sofrendo de ter perdido esta relação privilegiada com eles. Eu quero ter isso de volta. Quando você vê as manchetes, algumas das coisas que dizem, eu posso ver que não muitas pessoas me apoiaram".

Ribéry aproveitou para agradecer a confiança demonstrada por Blanc, que rejeitou a pressão para não convocá-lo. "Foi muito emocionante, porque eu senti muito o apoio de Laurent Blanc, que ele realmente queria que eu voltasse para a seleção da França", disse. Ele confia muito em mim, estou consciente do fato de que não foi fácil para ele me trazer de volta, com tudo o que foi dito. Cabe a mim dar-lhe de volta".

Leia tudo sobre: futebol mundialfrançaribery

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG