Dinheiro conseguido como luvas do contrato seria revertido para as buscas no mercado do futebol

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237882646351&_c_=MiGComponente_C

A renovação de contrato entre Adidas e Palmeiras deve ajudar o clube a sair em busca de jogadores no mercado de futebol. Assim que confirmado o novo vínculo até 2014, o clube receberá cerca de R$ 13 milhões das chamadas luvas, que funciona como um "prêmio" pela assinatura do contrato. A verba deve ser destinada para a busca de reforços, que até agora não teve nenhum resultado.

Como noticiado pelo iG na última semana, empresa e clube estão bem perto de um acordo para a renovação . O novo contrato colocaria o Palmeiras no pódio do ranking de valores pagos por fornecedores esportivos. Com cerca de R$ 16 milhões anuais, o clube do Palestra Itália ficaria só atrás de Flamengo, que recebe R$ 20 milhões, e ultrapassaria o Corinthians e o São Paulo, que ganham, respectivamente, R$ 15 e 14 milhões.

Há, ainda, a possibilidade do valor ser aumentado de forma considerável. Isso por que o trunfo do Palmeiras dessa vez foi aumentar os royalties mínimos, que pagam pela quantidade de camisa vendida. Como o Palmeiras é o quinto clube no mundo que mais vende camisa na Adidas, a arrecadação deve crescer consideravelmente. O São Paulo, por exemplo, recebe, no mínimo, R$ 300 mil mensais nessa cláusula.

O departamento de marketing pode ser responsável, ainda, por outra grande contratação. Ronaldinho Gaúcho chegaria ao Palestra Itália com um plano estruturado praticamente só por esse setor, que, aliás, foi base de campanha de Luiz Gonzaga Belluzzo antes da eleição.

Não à toa, o clube segue sem fechar o contrato de patrocínio para as suas mangas. Atrapalhado pela desvalorização causada pela eliminação da Copa Sul-Americana e da falta da vaga na Libertadores, o Palmeiras quer ter o jogador eleito por duas vezes melhor do mundo como forma de engordar o novo contrato.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.