Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

René Simões revela que Ricardinho deixou Jobson bater pênalti

O atacante Jobson marcou, de pênalti, o gol do empate por 1 a 1 do Bahia contra o Internacional, neste domingo, no estádio Pituaçu

Gazeta Esportiva |

Gazeta Press
Jobson comemora com Ricardinho o gol que assegurou o empate ao Bahia
O atacante Jobson marcou, de pênalti, o gol do empate por 1 a 1 do Bahia contra o Internacional , neste domingo, no estádio Pituaçu. A glória, no entanto, deveria ter sido do meia Ricardinho , batedor oficial do time, mas o experiente jogador permitiu que seu jovem companheiro realizasse a cobrança.

De acordo com o técnico René Simões, há uma ordem de batedores e Jobson não figura entre os primeiros colocados, mas, como Ricardinho passou a vez, não vê problema nenhum no caso.

"Pênalti é assim. Quem estiver melhor, bate, desde que o primeiro da lista abra mão e o Ricardinho deixou, mas a ordem continua. Primeiro ele, depois Carlos Alberto", explicou.

O resultado deixou o Bahia em 13º lugar com 19 pontos. O próximo desafio é contra o Palmeiras, no estádio Canindé, em São Paulo (SP), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Leia tudo sobre: brasileirão 2011bahiajobson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG