Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Renato Gaúcho justifica eliminação com baixas e derrota em casa

Treinador lembrou tropeço do Grêmio em Porto Alegre e sete desfalques na Libertadores

iG Porto Alegre |

Renato Gaúcho foi realista ao analisar a eliminação do Grêmio na Libertadores. Para o treinador, a derrota no Olímpico, no primeiro jogo do confronto das oitavas de final, e os sete desfalques na partida desta quarta-feira, em Santiago, foram determinantes para o time brasileiro ser superado pelo Universidad Católica.

"O Grêmio perdeu a classificação em Porto Alegre. Hoje brigou, lutou, fez uma boa partida com muitos desfalques, a garotada buscou o gol. Libertadores é sempre muito difícil, no momento que você tropeça em casa, fica mais complicado", disse Renato.

O treinador justificou a escalação de três volantes e a demora em mudar a equipe – Leandro entrou aos 18 minutos do segundo tempo, a primeira troca feita pelo treinador – apesar da necessidade de vencer por dois gols de diferença:

"Não acho que demorei para trocar o time. Se você perde sete jogadores a situação fica difícil. Não adianta querer sair atacando que nem índio. Nosso plano era fazer um gol, depois disso ir com tudo".

Repetindo o discurso da direção, o treinador disse ser o responsável pela eliminação:

"Todos são responsáveis, do roupeiro ao presidente. Quando se ganha, o título é coletivo, agora também. Mas se querem encontrar um culpado... ele é o Renato Portaluppi e ninguém mais".

Leia tudo sobre: grêmiocopa libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG