Técnico do Grêmio mostra lado diretor na tentativa de reforçar time para o Brasileirão

Renato Gaúcho trocou o gramado pelo gabinete nesta terça-feira. Ausente dos treinos do Grêmio , o treinador deu prosseguimento a um novo perfil de comandar o clube: o técnico dirigente. Depois de elaborar uma lista de indicações em conjunto com a direção, passou a telefonar para os jogadores. Tudo para apressar a chegada de reforços para a disputa do Brasileirão. Ele espera por até dois anúncios na quinta-feira.

"Estou no Olímpico desde às 8h. Dei nomes, fiz tudo o que está ao meu alcance. Tirei o dia para trocar ideias com a direção. Liguei para alguns, ou seja, dei a coisa mastigadinha. Agora, o dinheiro é com eles", explicou o comandante gremista.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

Renato adota este estilo desde o ano passado. Primeiro, deseja saber se o atleta em questão tem interesse em atuar no Grêmio. Depois, busca informações sobre o comportamento dentro e fora do campo. Foi o que aconteceu nas recentes contratações de Gabriel e Rodolfo.

"Atuo onde for necessário. Esse é meu estilo. Se puder ajudar... Tem muitos jogadores que tinha dificuldade em acertar, eu liguei e fechamos rapidinho. O treinador tem e deve se meter", acrescentou.

O Grêmio busca um zagueiro e um atacante – já contratou Marquinhos, Gilberto Silva e Miralles. Renato negou ter dado um ultimado à direção:

“Quem sou eu para fazer isso? Se fizesse, seria demitido. Temos necessidade de reforçar, todos sabem, mas não dá mais para esperar. Está difícil, mas é assim para todo mundo. O Grêmio, com este grupo, fica entre os 10 primeiros. Quero é brigar por coisas maiores.”

Renato também aproveitou o assunto para descartar nomes especulados, como o do atacante Rafael Sobis, do Internacional, e do meia Cañete, do chileno Universidad Católica . O treinador disse que os nomes pretendidos são sigilosos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.