Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Renato Gaúcho descarta poupar jogadores no Grêmio

Treinador fala em superação nos próximos dois jogos definidos como decisivos

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Os dois desfalques por lesão e o desgaste de viagens entre Porto Alegre, Santa Cruz de la Sierra e Erechim levantaram a questão: não seria hora de poupar jogadores do Grêmio? O técnico Renato Gaúcho entende que não, afinal, as duas partidas desta semana são importantes. Na quinta-feira, o rival é o Oriente Petrolero, pela Libertadores. Pelo Gauchão, domingo, a partida é contra o Ypiranga.

Já classificado para as oitavas de final do torneio sul-americano, o Grêmio ainda tenta ser o primeiro do Grupo 2. Precisa vencer o time boliviano e torcer por tropeço do Junior diante do León. E, no final de semana, buscará vaga na semifinal da Taça Farroupilha, o segundo turno do Estadual.

"São duas decisões, então, vamos com força máxima. Não há motivo para poupar até porque não teremos jogos na semana que vem", disse Renato.

Caso avance no Gauchão, o Grêmio teria partida apenas no próximo final de semana. E as oitavas da Libertadores estão marcadas para 27 de abril e 4 de maio. Seriam sete dias até a próxima partida, portanto.

"Está proibido falar em cansaço aqui. A direção fretou voos para as viagens, então, os jogadores terão toda a mordomia. Além disso são bem pagos. Podem até ter desgaste, mas o momento é de superação", destacou o treinador.

Renato até mostrou irritação ao ser questionado sobre uma suposta preocupação dos fisiologistas do clube gaúcho com o tempo em que os jogadores passarão em aviões:

"A programação foi bem feita. A fisiologia não tem que se meter. Eu administro o cansaço dos jogadores".

Leia tudo sobre: grêmiocopa libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG