Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Renato Gaúcho cobra Adilson no Grêmio: "Tem que gostar do gol"

Treinador deseja que volante atue mais próximo do ataque a partir de quinta-feira

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Foi o auxiliar técnico Roger Marques apitar o fim do rachão dos jogadores do Grêmio, na tarde de terça-feira, para o técnico Renato Gaúcho se aproximar de Adilson. O volante queria tomar água, porém, parou para ouvir o chefe:

“Você fez três gols, parabéns. É isso que quero nos jogos: fique mais à frente, se junte aos atacantes e chute. Goste do gol”.

Futura Press
Adilson precisa melhorar rendimento ofensivo

A cena reflete a orientação que o volante ainda não conseguiu cumprir. Nesta quinta-feira, diante do Junior, pela Libertadores, Adilson e terá nova chance para ter a mesma função de Lúcio, porém, pela direita: não só marcar, mas também e atacar fazendo boa parceria com o lateral Gabriel, que recentemente reclamou da falta de parceria.

“Ele precisa evoluir, fazer mais do que tem feito”, resumiu o treinador.

A participação de Adilson é fundamental para o esquema com meio-campo em losango funcione. Com Fábio Rochemback como volante protetor da zaga, Adilson pela direita e Lúcio pela esquerda tem a missão de auxiliá-lo na marcação e abastecer Douglas, mais à frente, na armação das jogadas.

“Preciso me manter bem fisicamente. Porque, que eu me lembre, desde 2009, só não estive como titular por algum desconforto ou lesão”, comentou o volante.

É verdade. Titular desde aquele ano, o atleta tem 150 jogos pelo Grêmio. O problema é a pouca produção ofensiva. Fez apenas um gol. Foi em 29 de novembro na vitória por 4 a 2 sobre o Barueri pelo Brasileirão.

Renato testou no setor, além de Adilson, Willian Magrão, Fernando e Carlos Alberto. O primeiro será o titular na quinta.

Leia tudo sobre: grêmioadilsonrenato gaúcho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG