Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Renan Ribeiro aproveita bem o novo momento no gol do Atlético-MG

Goleiro atleticano vibra com boa fase da defesa, a menos vazada no segundo turno do Campeonato Brasileiro

Victor Martins, iG Belo Horizonte |

Flickr/Clube Atlético Mineiro
Nas últimas cinco partidas do Atlético-MG, o goleiro Renan Ribeiro sofreu gol em apenas três
Com 11 gols sofridos em 14 partidas disputadas pelo segundo turno, a defesa do Atlético-MG é a menos vazada nesta parte da competição. Diante do Grêmio , mesmo com um jogador a menos durante quase todo o segundo tempo, o sistema defensivo conseguiu suportar a pressão do time gaúcho. O goleiro Renan Ribeiro mostrou mais uma vez que a fase ruim ficou no passado .

Veja também: Atlético-MG aumenta distância para o Z-4. Veja a classificação atualizada

“Só tenho a agradecer ao William (Castro, treinador de goleiros do Atlético-MG), que me cobra em todos os treinamentos. Ele sempre fala para eu treinar, treinar e treinar, para estar preparado quando chegar o jogo. Tenho de agradecer a ele e a toda a equipe”, disse o goleiro.

Leia também: Renan Ribeiro supera as dificuldades e se firma no Atlético-MG

No primeiro turno o Atlético-MG sofreu 38 gols em 19 partidas, uma média de dois por jogo. Agora, com média inferior a um por rodada, o técnico Cuca diz que o mérito é de toda a equipe, não somente dos defensores.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Nós temos 14 jogos e 11 gols sofridos, a melhor defesa do returno. A gente se apega no returno, que estamos bem, e daqui a pouco vamos até sonhar com coisa melhor. Mas não é apenas a dupla de zaga, evoluiu a consistência dos volantes, dos laterais. E o Atlético hoje ;e uma das equipes que mais desarma, o que tem facilitado lá atrás. Além disse o Renan está vivendo uma grande fase, está pegando corpo, confiança. E é importante, pois ele é jovem”

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

A partida contra o Figueirense vai marcar o duelo das duas defesas menos vazadas do segundo turno. O time de Santa Catarina sofreu apenas 14 gols, assim com o Coritiba . Já o Atlético-MG, dos 14 jogos do returno, ficou sem sofrer gols em seis. Já no primeiro turno, em apenas três das 19 rodadas que o time passou com a defesa intacta.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011Renan Ribeiro

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG