Depois de 23 como presidente da entidade máxima do futebol no Brasil, dirigente deixou o cargo nesta segunda-feira

Depois de 23 anos à frente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira divulgou nesta segunda-feira sua carta de renúncia à presidência da entidade e também ao COL (Comitê Organizador Local) da Copa do Mundo de 2014. A carta foi lida pelo atual presidente, José Maria Marin, que era o vice-presidente mais velho da entidade.

Relembre alguns momento de Teixeira à frente da CBF.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.